O deputado Gervásio Maia Filho, líder do Governo na Assembléia Legislativa, chegou casa do governador José Maranhão, no Altiplano, na manhã desta quinta-feira, disposto a ter uma dura conversa com seu chefe político. Bastante pressionado pelos colegas da base de sustentação do governo na Casa, Gervásio cogitou entregar o cargo da liderança, caso os pleitos mais elementares dos parlamentares não passassem a ser atendidos pelo Palácio da Redenção.

Sem tentar esboçar serenidade ou colocar panos quentes na crise interna na bancada, Gervásio Filho admitiu para a imprensa de que o tom da reunião, de sua parte e dos deputados, seria de “cobrança” ao governador Maranhão. A leitura do recado foi facilitada pela explicação do próprio líder do Governo: “São muitos os casos em que muitas nomeações no interior não estão cumprindo o padrão mais elementar: os integrantes da base aliada indicam os nomes de acordo com as demandas.

Segundo Gervásio Filho confidenciou a amigos, pessoalmente, ele também tinha suas queixas para apresentar perante o governador. Até então, vem se sentindo muito desprestigiado e, segundo ele, se é para manter o nível de tratamento que vem recebendo até o momento do governo, melhor sair da liderança e apenas compor a base governista na Assembléia, como um a mais.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadores de JP se reúnem na Prefeitura e Consulado do Brasil em Los Angeles

Potencial econômico da Paraíba foi exposto para autoridades americanas e brasileiras

Mais um filiado ao PSL/PB ignora Julian e admite deixar legenda se Bolsonaro sair da sigla

Apesar de o deputado federal Julian Lemos, atual presidente do PSL na Paraíba, atestar que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não tem intenção de se desfiliar da legenda diante do…