“Acabou”. Foi com essa expressão que os petistas da cidade de Bayeux se manifestaram após a expulsão do presidente do Partido dos Trabalhadores na cidade, Heleno Teixeira da Silva. Ontem à noite (30), por volta das 19h, em reunião realizada na Câmara Municipal, com a presença de dezesseis diretorianos, o partido decidiu por 15 votos a 1 expulsar Heleno da presidência e quadros do partido.


A conduta do presidente há anos vinha sido questionada pelos petistas na cidade. Dentre as acusações estão as de infidelidade partidária, desrespeito ao estatuto do partido, e muitas outras, que foram levadas à Comissão de Ética e Disciplina Partidária e teve parecer favorável a saída de Heleno.


Com essa decisão, quem assume a presidência é o vice, Josivaldo Albuquerque, que irá presidir de forma interina os destinos do partido e convocará em breve novas eleições para a escolha do novo presidente. Após 16 anos o PT voltou a ter representação na Câmara de Vereadores. A segunda secretária da Câmara é ocupada por Nino do PT.

 

Redação PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado é alvo de critica por comentário supostamente ‘machista’ em rede social

Sempre rodeado de polêmicas o deputado estadual Walber Virgulino (Patriotas) não rasgou seu script e ao comentar a recente nota do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, sobre…

Ruy lamenta falecimento do ex-prefeito Dinaldo Wanderley

O deputado federal Ruy Carneiro lamentou o falecimento do ex-prefeito de Patos e ex-deputado estadual Dinaldo Wanderley, neste domingo (24). O político paraibano estava internado há vários dias no hospital…