Tentando se divergir dos demais partidos a nível nacional e estadual o atual presidente estadual do PSOL, Tárcio Teixeira, pretende formular pré-candidaturas as eleições deste ano, com base na sua militância e exclui alianças partidárias.

“Desde a nossa primeira eleição em 2006 que o PSOL não se esconde tramando todo tipo de alianças ou coligações. A candidatura própria é critério básico e fundamental do partido, e que ela está sempre se repetindo porque é uma forma de aproveitar a campanha para mostrar nossas bandeiras e para debater os grandes problemas da população”, comentou Tárcio.

Segundo Tárcio, que foi candidato a governador em 2018 e que agora vai disputar uma vaga na Câmara da capital, o PSOL não reluta por espaços em chapas de outros partidos e nem por cargos em administrações.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo cobra resposta sobre Plano de Retomada de Negócios e sugestões emergências

O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PRTB), cobrou uma resposta do Governo do Estado sobre…

Presidente do TRE/PB trata como improvável adiamento de eleição

O desembargador José Ricardo Porto, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), declarou nesta quarta-feira (1º) em entrevista à Rádio Arapuan FM, que ao seu ver, há um prazo…