Tentando se divergir dos demais partidos a nível nacional e estadual o atual presidente estadual do PSOL, Tárcio Teixeira, pretende formular pré-candidaturas as eleições deste ano, com base na sua militância e exclui alianças partidárias.

“Desde a nossa primeira eleição em 2006 que o PSOL não se esconde tramando todo tipo de alianças ou coligações. A candidatura própria é critério básico e fundamental do partido, e que ela está sempre se repetindo porque é uma forma de aproveitar a campanha para mostrar nossas bandeiras e para debater os grandes problemas da população”, comentou Tárcio.

Segundo Tárcio, que foi candidato a governador em 2018 e que agora vai disputar uma vaga na Câmara da capital, o PSOL não reluta por espaços em chapas de outros partidos e nem por cargos em administrações.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

VÍDEO: Raoni Mendes ataca ‘remendo’ de Cartaxo para sanar problemas da Saúde

“Remendo”, foi desta forma que Raoni Mendes (Democratas) tachou as medidas adotadas pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) para sanar os problemas na Saúde de João Pessoa. Em um vídeo, Raoni…

Análise – RC terá, no mínimo, um papel importante no processo sucessório na Grande JP

Desde que a Sexta Turma do STJ, quase que por unanimidade, decidiu que o ex-governador Ricardo Coutinho deveria permanecer em liberdade, na Capital e no resto do Estado a pergunta…