A Paraíba o tempo todo  |

Prefeito de Mataraca discute com João construção de Porto de Águas Profundas

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) se reuniu, nesta quinta-feira (15), com o governador João Azevêdo (Cidadania) e o prefeito de Mataraca, Egberto Madruga, para discutir a proposta de construção de um Porto de Águas Profundas no município. O empreendimento, que tem um custo estimado de R$ 4,2 bilhões, deve ocupar uma área de 10 mil hectares e gerar até 30 mil empregos diretos.
 
O governador disse que vai analisar o projeto e solicitar um estudo técnico sobre a viabilidade das obras. “João Azevedo foi muito receptivo ao projeto por entender que é de grande importância econômica para o estado. O Porto de Águas Profundas vai alavancar a economia local e fortalecer ainda mais os municípios paraibanos”, destacou o presidente da Famup, George Coelho.
 
O Prefeito Egberto Madruga afirmou que o município possui capacidade para que o projeto do Porto de Águas Profundas, do Governo da Paraíba, seja reativado bem como área para sua construção e potencial energético para atender o empreendimento. “Mataraca foi a primeira cidade a ter parque eólico, temos energia para atender cem por cento às necessidades do porto”, disse.
 
O Porto de Águas profundas terá capacidade para receber até oito navios de forma simultânea, com uma área de 2.120 metros de atracagem e não interferirá na fauna marinha, como aconteceu em Suape, onde os ataques de tubarão se proliferou após a instalação do porto.
 
Participaram ainda da reunião o assessor técnico da Prefeitura de Mataraca, Newton Marinho; o delegado da Agência Nacional dos Transportes Aquaviários, Giovanne Marinho e Fábio Bonifácio; o gerente de comércio exterior do grupo Guaraves, Moisés Pacelli Carvalho; o secretário de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga; e a presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo.

Da Redação com Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe