O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) denunciou que além do esfacelamento da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), pelo governo Bolsonaro, em várias partes do Brasil os indígenas estão sendo vítimas de violência por parte dos latifundiários e necessitam de ajuda urgente.

“As terras e aldeias são invadidas, as mulheres são estupradas, as crianças são violentadas e os adultos espancados sem nenhuma punição para os acusados. Eles estão vivendo um dos piores momentos de sua história”, denunciou o deputado.

 Frei Anastácio relatou que esses horrores foram denunciados durante audiência no Ministério da Justiça, sexta-feira (26), por uma comissão de indígenas de todo o Brasil, durante a realização da 15ª edição do Acampamento Terra Livre, realizado na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, de 23 a 26.

Frei Anastácio acompanhou uma das comissões de indígenas que foi recebida, no Ministério da Justiça, pelo secretário-executivo da pasta, Luís Pontel de Souza, e pela chefe de gabinete do ministro Sérgio Moro, Flávia Blanco.

Nova audiência

“O ministro Sérgio Moro não estava no Ministério. Ficou acertado que a comissão irá elaborar um documento, juntamente com o nosso gabinete, para ser apresentado numa nova audiência que ainda não tem dada prevista. É preciso urgência, os indígenas estão sofrendo e sem perspectivas de futuro para suas etnias”, disse o deputado.

Frei Anastácio relatou que a comissão denunciou ainda as  ações de pistoleiros e de milícias armadas contra as aldeias e áreas indígenas. “Há também a reclamaram do ato do presidente Bolsonaro de retirar da FUNAI, a atribuição de demarcar as terras indígenas. Porém, diante de tudo isso não houve compromisso algum de atender essas demandas”, ressaltou.

O deputado, que esteve no Acampamento Terra Livre várias vezes, garantiu que estará ao lado dos indígenas nessa luta até o fim. “Eles são os verdadeiros donos das terras desse país. Tiveram sua casa invadida há 5019 anos e nunca mais tiveram paz. No atual governo, está havendo uma nova investida contra os povos indígenas que precisa ser barrada. Estão querendo acabar com o que restou dos verdadeiros donos do Brasil”, lamentou.

 

Redação

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

2020: deputado aliado de João defende a unificação da oposição em CG

Pré candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), defendeu, nesse fim de semana, a unificação da oposição para enfrentar o candidato a ser apresentado pelo…

Galdino faz apelo ao MP por mais tempo para gestores extinguir lixões

Em recente entrevista à imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deputado Adriano Galdino (PSB), assumiu o apelo dos prefeitos do Litoral Norte do Estado, que alegando falta…