O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) denunciou que além do esfacelamento da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), pelo governo Bolsonaro, em várias partes do Brasil os indígenas estão sendo vítimas de violência por parte dos latifundiários e necessitam de ajuda urgente.

“As terras e aldeias são invadidas, as mulheres são estupradas, as crianças são violentadas e os adultos espancados sem nenhuma punição para os acusados. Eles estão vivendo um dos piores momentos de sua história”, denunciou o deputado.

 Frei Anastácio relatou que esses horrores foram denunciados durante audiência no Ministério da Justiça, sexta-feira (26), por uma comissão de indígenas de todo o Brasil, durante a realização da 15ª edição do Acampamento Terra Livre, realizado na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, de 23 a 26.

Frei Anastácio acompanhou uma das comissões de indígenas que foi recebida, no Ministério da Justiça, pelo secretário-executivo da pasta, Luís Pontel de Souza, e pela chefe de gabinete do ministro Sérgio Moro, Flávia Blanco.

Nova audiência

“O ministro Sérgio Moro não estava no Ministério. Ficou acertado que a comissão irá elaborar um documento, juntamente com o nosso gabinete, para ser apresentado numa nova audiência que ainda não tem dada prevista. É preciso urgência, os indígenas estão sofrendo e sem perspectivas de futuro para suas etnias”, disse o deputado.

Frei Anastácio relatou que a comissão denunciou ainda as  ações de pistoleiros e de milícias armadas contra as aldeias e áreas indígenas. “Há também a reclamaram do ato do presidente Bolsonaro de retirar da FUNAI, a atribuição de demarcar as terras indígenas. Porém, diante de tudo isso não houve compromisso algum de atender essas demandas”, ressaltou.

O deputado, que esteve no Acampamento Terra Livre várias vezes, garantiu que estará ao lado dos indígenas nessa luta até o fim. “Eles são os verdadeiros donos das terras desse país. Tiveram sua casa invadida há 5019 anos e nunca mais tiveram paz. No atual governo, está havendo uma nova investida contra os povos indígenas que precisa ser barrada. Estão querendo acabar com o que restou dos verdadeiros donos do Brasil”, lamentou.

 

Redação

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeitável de CG admite que eleição ainda é uma incógnita

O deputado (licenciado) Tovar Correia Lima (PSDB) anunciou que concluirá na próxima semana a sua terceira passagem pelo secretariado do prefeito Romero Rodrigues, e retornará a Assembleia Legislativa. Atual titular…

Efraim: “Lei que agiliza importação de EPI’s contribui com possibilidade de cura”

Favorável à proposta que agiliza a importação e distribuição de medicamentos e equipamentos contra a Covid-19 já liberados para uso em outros países, a bancada do Democratas na Câmara comenta…