A Paraíba o tempo todo  |

Partidarização sem sentido

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Não vejo o menor sentido em se retirar o nome do arcebispo Dom Aldo Pagotto da coordenação da comitê em defesa da transposição do São Francisco e colocar um outro religioso, hierarquicamente inferior, em seu lugar. Nada contra o padre Djacy Brasileiro – o autor da cruz de latas em Brasília -, combativo defensor da transposição. Mas arcebispo é arcebispo, né?

    A alegação é de que Dom Aldo foi indicação do ex-governador Cássio. Ora, no lugar de Cássio, será que Maranhão não teria feito o mesmo naquela ocasião? Afinal, é o arcebispo metropolitano, autoridade religiosa maior do Estado.

    Dizem, sem a menor cerimônia, que Aldo é “figura de Cássio” e que, por esse motivo, querem substituir o arcebispo. Ridículo argumento. O arcebispo não deixará de lutar pela transposição porque agora José Maranhão é o governador do Estado. Suas convicções continuam as mesmas. E não é hora para partidarizar um debate tão importante como o da transposição.

    Sou contra a retirada de Dom Aldo da comissão. Ele pode ter-se metido em discussões polêmicas nos últimos tempos, foi “crucificado” por isso, mas não se pode misturar as bolas. Muito menos carimbá-lo como “cassista” e substitui-lo por outro religioso em posição menor na hierarquia católica. Arcebispo é arcebispo. É líder religioso de católicos cassistas, maranhistas, ricardistas, ciceristas e todos os “istas” existentes. É, apesar de sulista, um empolgado defensor da transposição e dos interesses dos nordestinos.

    Retirá-lo da coordenação do comitê não é apenas ridículo, mas mesquinho.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe