Parlamentar faz previsões apocalípticas para 2014 e critica estratégia do Blocão: “Isolar o PMDB é um tiro na cabeça”

Milanez:  "A máscara vai cair e 70% da classe política não voltará em 2015"

O vereador Fernando Milanez (PMDB) comentou sobre a possível candidatura do Blocão PT-PP-PSC e criticou a estratégia do triunvirato partidário.

“Não tem blocão. Hoje o que nós temos é um mundo de partidos negociando entre si. Isolar o PMDB é um tiro na cabeça. Somos o partido com o maior número de prefeitos na Paraíba e no Brasil”.

Segundo o parlamentar, “PT e PMDB vão sair com uma candidatura única no 1º turno. Tudo isso está sendo conversado nacionalmente e o Blocão tem conhecimento disso. A Paraíba nunca teve capacidade para três candidaturas".  

O vereador também antecipou que 2014 revela grandes surpresas a classe política paraibana.

“Saindo da condição de peemebedista para a de cidadão, acho que os partidos precisam entender que nada mais os surpreenderá em 2014. Exaurimos a paciência do cidadão. Nós cansamos os jovens. Os partidos políticos cansaram os jovens com tantos sofismas. A perspectiva de 2014 é a de muita gente que vai cair do cavalo. O eleitor está marchando pela renovação massacrantemente. Não se iludam, os prefeitos não terão a mesma influência de antes. Isso é algo aviltante. Uma cesta básica não influencia mais o voto. A máscara vai cair, não se iludam, 70% da classe política não voltará em 2015”, declarou o ‘decano’ Fernando Milanez.

Ytalo Kubitschek

PB Agora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF pede quebra de sigilo bancário de ex-prefeito no âmbito da Operação Andaime

No âmbito da Operação Andaime, deflagrada em 2015, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-prefeito de Santa Cruz (PB), Raimundo Antunes. De…

João Azevêdo nega falta de diálogo e deixa portas do Palácio abertas para a base: “Essa crítica não me cabe”

O governador da Paraíba João Azevêdo garantiu ter deixado as portas do Palácio da Redenção abertas para os deputados estaduais que fazem parte da sua base na Assembleia. De acordo…