Após ter se reunido com o prefeito Romero Rodrigues (PSD), o vereador oposicionista Rodrigo Ramos (PDT), negou que esteja aderindo a base governista. Em entrevista a Rádio Caturité FM, ele garantiu que a reunião com Romero não foi para acertar detalhes da adesão ao bloco governista na Câmara Municipal.

Segundo ele, a postura que adota no Legislativo é de independência, votando as matérias de acordo com sua consciência.

– Eu sou mais independente, mas diferente do que muita gente acha eu voto mais com a oposição, pode puxar os votos. Porém, eu me permito não ser comandado como ninguém, eu não tenho atrelamento, eu tenho as minhas convicções e tenho votado pela minha consciência – declarou.

O vereador também se dirigiu à bancada de oposição alegando que não há mais reuniões entre os parlamentares do bloco.

– Na verdade, não há mais reunião da bancada de oposição, se estiver ocorrendo estão me excluindo, mas acho que não – disse.

Rodrigo também anunciou que decidiu deixar os quadros do PDT em Campina Grande, alegando falta de diálogo com a direção partidária.

– Eu tomei uma decisão, vou me desfiliar do PDT. Nosso mandato aqui é de uma forma bem independente. Estou deixando o PDT porque não há muito diálogo com diretório municipal, o partido alcançou apenas 5mil votos, quase 4 mil foi pra mim. Com as questões que mudam o pleito eleitoral, não há mais como me manter no partido – explicou.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: Bolsonaro pratica a “política” da morte enquanto o mundo luta pela vida

Aliados e até mesmo auxiliares próximos de Jair Bolsonaro estão em alerta absoluto com o impacto negativo e catastrófico causado pelo presidente em toda malha social do país. Até mesmo…

Ao desdenhar da gravidade do coronavírus, Bolsonaro faz giro por comércio no DF

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saiu na manhã deste domingo (29) de sua residência oficial, o Palácio do Alvorada, em Brasília, para…