A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Romero precisa ter um discurso para além de Campina Grande

Pretenso candidato a governador da Paraíba, em 2022, Romero Rodrigues precisa ter, irremediavelmente, um discurso para além dos limites de Campina Grande.

A esta conclusão terá chegado qualquer um que assistiu à live de quinta-feira à noite (20), em que o ex-prefeito de Campina Grande foi o protagonista.

Não é que Romero Rodrigues seja vazio de discurso, ou coisa que o valha. Talvez seja mais falta de melhor orientação no sentido de que ele deve aproveitar todas as oportunidades públicas para vender o seu peixe.

Ou seja: o ex-prefeito de Campina Grande precisa mostrar para os paraibanos o seu potencial de pré-candidato; o que pensa dos assuntos mais relevantes do momento; o que já tem em mente para o seu eventual mandato no Palácio da Redenção; o que poderia ser a Paraíba após a sua passagem pelo Governo; que projeto estruturante tem para melhorar a condição de vida dos paraibanos.

Pra dentro

Na live, Romero permaneceu na mesmice de mostrar o que fez em Campina Grande. Um discurso que não seduz o campinense, porque este já está cansado de ouvir, e é a própria testemunha do que foi a sua gestão; também não seduz ao restante dos paraibanos que querem saber o que Romero pensa sobre além dos limites de sua terra-natal.

O colunista aqui se preparou para acompanhar a live, fazer anotações e construir um texto sobre o discurso de Romero. Após mais de uma hora de live estava de mãos vazias. Nada digno de registro.

Somente a partir de 1h9min de live que Romero foi além do discurso sobre seus dois mandatos em Campina, instado por um telenauta a falar sobre a pandemia. Falou muito pouco, limitando-se apenas a acusar o Governo do Estado de falhas no processo de enfrentamento do coronavírus, e não apresentou propostas.

Instantes depois, outra chance para Romero, provocado por telenauta que quis saber o que a Paraíba pode esperar dele como governador. Limitou-se a dizer que fará na Paraíba o mesmo que fez em Campina Grande.

Potencial

Não é que Romero Rodrigues não tenha potencial para ser governador da Paraíba. É que ele precisa ser melhor orientado no sentido de ter um discurso para além de Campina Grande; pelo menos um esboço de plano de governo, alguma coisa que seja capaz de já ir começando a convencer os paraibanos de que tem condições de governar a Paraíba.

Aquilo que se viu na sua live de quinta-feira não vai levá-lo a lugar nenhum. Mesmo porque, uma grande parte do tempo foi tomada por aparentes assessores falando em nome Romero, que ele era o maior, o rei da cocada preta etc. e tal. Várias perguntas deixadas pelos internautas, inclusive uma do colunista, não foram levadas em consideração.

Não é por aí. Romero precisa ser melhor explorado em suas qualidades de homem público, de político e de pré-candidato a governador do Estado.

Não pode, portanto, estar desperdiçando essas chances de contato com o público sem algo de novo; tem que ir além daquele discurso de que foi um bom prefeito, construiu asfalto etc.

Afinal, Campina é muito grande, mas a Paraíba é maior.

Resumo da ópera: Romero precisa apenas ser orientado sobre como atender melhor às expectativas dos eleitores. Afinal, desde que se declarou pré-candidato, todos o olham com olho clínico de eleitor.

Mas ainda há tempo. E como há!

 

Wellington Farias

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe