Foto: Ricardo Stuckert/ Fotos Públicas

O ex-presidente Lula, declarou durante entrevista à Arapuan FM nesta quinta-feira, dia 18, que apesar da realidade política que o Brasil vive, ele não tem medo do presidente da República, Jair Bolsonaro dar um golpe de Estado.

Segundo ele o presidente é um “fanfarrão” que em toda a sua vida pública nada teria acrescentado ao país.

“Quem viveu aonde vivi, quem nasceu aonde nasci, quem passou o que eu passei, vai ter medo de ameça? O Bolsonaro é um fanfarrão e não é de agora. Ele fez isso quando era tenente do Exército, fez isso como vereador e fez isso durante 28 anos como deputado. Agredindo as pessoas, mulheres, quilombolas, estudantes, a vida dele é essa ele teve como o maior cabo eleitoral dele uma facada” disparou o ex-presidente.

Lula ainda declarou que espera estar vivo até 2022 para ver o Brasil de volta ao que definiu como caminho da democracia.

“Espero estar vivo até 2022 para ver o Brasil retomar o caminho da democracia elegendo alguém civilizado.  Eu não tenho nenhuma preocupação com Bolsonaro, eu tenho tristeza pelo povo brasileiro que não merecia o que está acontecendo” declarou.

Falando especificamente sobre a Paraíba e sobre o aliado, ex-governador Ricardo Coutinho, que sempre o defendeu mesmo quando Lula ainda estava preso, ele disse que o ex-gestor paraibano tem o direito da presunção da inocência no caso pelo qual está sendo investigado na Operação Calvário.

“Tenho uma profunda amizade e respeito por Ricardo Coutinho e acho que ele tem o direito de se defender, o direito de presunção de inocência. Eu confio nas pessoas até prova em contrário e Ricardo sempre foi um homem de bem. É um cidadão pelo qual eu tenho um profundo respeito e Deus queira que ele seja inocentado” declarou.

PB Agora

 

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Por não concordar com o golpe, vieram os ataques” diz Leo ao rebater Estela

O vereador Leo Bezerra (Cidadania) não se calou diante da nota da deputada estadual Estela Bezerra (PSB) que colocou em xeque a fidelidade partidária tanto de Leo quanto do seu…

João confirma presença do Cidadania nas eleições, inclusive em JP e CG

O partido Cidadania deverá participar da chapa majoritária, com candidatura própria ou figurando na vice em pelo menos 170 dos 223 municípios do Estado. A informação foi confirmada, em entrevista,…