Por pbagora.com.br

Assim como em 2018, as pedras do xadrez político para as eleições de 2020 só começarão a ser mexidas após a decisão do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). No pleito passado, todos ficaram aguardando até os 45 minutos do 2º tempo para saber se o gestor renunciaria ao mandato para disputar o Senado Federal. Como Ricardo permaneceu na função, só a partir daquele momento o cenário começou a ser montado.

Para 2020 a história se repete. Partidos e aliados políticos aguardam com expectativa a decisão do socialista sobre voltar a disputar ou não a prefeitura de João Pessoa, Capital do Estado no pleito que se avizinha. Mas, mais uma vez Ricardo deixa a dúvida no ar e os adversários apreensivos.

Nesta sexta-feira a pauta voltou ao foco das atenções. O deputado estadual Wilson Filho (PTB) deixou claro que o partido apoiará o nome do ex-governador para a prefeitura da Capital e que só projetará uma candidatura majoritária se ficar definido que Ricardo Coutinho não disputará o pleito.

O governador João Azevêdo também deu um novo fôlego a tese de Ricardo para prefeito em 2020, todavia ressaltou que essa era uma decisão pessoal e instransferível que cabia apenas ao ex-governador.

“Ricardo Coutinho é um nome que pode ocupar qualquer que seja a função. Para o processo de disputa de João Pessoa, claro que ele seria o melhor nome. Entretanto, é uma decisão extremamente pessoal. Ele é quem vai decidir se quer ou não colocar o nome dele à disposição e o partido terá que disse ainda tomar o rumo em função dessa decisão do ex-governador”, disse.

Apesar da declaração, João não esconde a torcida por ver novamente seu antecessor na disputa. “João Pessoa e a Paraíba ganharam muito com as suas gestões (na prefeitura e no governo). Com ele na prefeitura, João Pessoa voltaria a ganhar uma gestão planejada, eficiente e de ações constante como nós tínhamos naquela época. Seria fundamental poder ter uma parceria entre o Governo do Estado e a prefeitura. Mas, como disse, isso é uma decisão que cabe ao eterno governador Ricardo Coutinho”, observou o atual governador, que foi secretário de Ricardo em suas gestões.
As declarações de João foram concedidas à imprensa, nesta manhã, durante lançamento do aplicativo “Preço da Hora”

Márcia Dias
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Vou solicitar que ele esteja conosco”, diz Eduardo Carneiro sobre apoio de Mourão a Cícero

Após o deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) desistir da sua postulação a prefeitura da capital e te apoiado o nome do ex-senador Cícero Lucena (PP) a prefeitura da capital, o…

Primeiro debate com prefeitavéis mostra como será tom de campanha em João Pesssoa

O primeiro debate promovido pelo Sistema Arapuan de Comunicação nesta quinta-feira (17), entre os candidatos a prefeito de João Pessoa, deu o tom da campanha. Saúde, educação e corrupção e…