O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), usou de uma tática diferente para analisar as mais recentes declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) contra os governadores do Nordeste. Na primeira crítica de Bolsonaro, João usou seu perfil numa rede social para rebater onde declarou que condena a postura do governo federal em relação aos estados do Nordeste. Já sobre essas falas do presidente da última sexta-feira, o governador preferiu não estender essa corda com o chefe do executivo nacional.

“Responder uma frase é muito pequeno. As frases são ditas em temas diferentes e esquecidas no dia seguinte. Não tenho tempo a perder com esse tipo de coisa”, disse o governador João Azevêdo.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na sexta-feira que os governadores do Nordeste se consideram “os reis da área” e querem separar a região do resto do país. Bolsonaro negou que haja um desfavorecimentos dos recursos para a região.

“Tem uns governadores do Nordeste que querem separar o Nordeste do Brasil. Não vão conseguir. Não vão precisar de outro (Duque de) Caxias para manter o Brasil unido. Eles acham que são os tutores, os reis da área. Não são os reis da área. Para você liberar empréstimo, você tem uma gama de pré-requisitos, vocês não pode simplesmente liberar a bel prazer. Estamos liberando muito recurso para o Nordeste”, disse o presidente, ao deixar o Palácio da Alvorada.

Bolsonaro tem tido atritos com os governadores da região, a única em que ele não venceu nas eleições, principalmente após ter um microfone ter captado ele se referindo a eles como “governadores de Paraíba”. Depois, ele negou que tenha usado o termo.

O chefe do Executivo paraibano acrescentou ainda que os estados da Paraíba e do Maranhão “precisam da atenção do Governo Federal independentemente das diferenças políticas existentes”.

 

Redação

Total
7
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Senado discute reforma tributária e Aguinaldo deve apresentar relatório até 08/10

O Senado começa a discutir a reforma tributária nesta segunda-feira (19), quando a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) realiza audiência pública com especialistas no assunto. A reunião foi  solicitada…

PSB Nacional se exime de responsabilidade sobre impasse e esclarece que não houve intervenção

“Não agi direta ou indiretamente para que isso ocorresse”. A declaração é do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, ao negar, em entrevista nesta segunda-feira (19), a tese de intervenção…