Por pbagora.com.br

O deputado federal Julian Lemos, do PSL, evitou antecipar seu voto na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados. Segundo ele, como a eleição ainda é em fevereiro, até lá poderá haver novidades, contudo apoiará um nome que mais se aproxime das pautas que ele também defende.

“É em fevereiro a eleição, cada dia em Brasília equivale a três ou quatro de um dia normal, é voto a voto, não existe hoje nenhum tipo de segurança de quem será o presidente, só sei que o parlamento inteiro está independente, os poderes devem estar independentes”, ressaltou.

Indagado se marcharia com Baleia Rossi, candidato da oposição, ou, como governista que é, seguiria o governo, Julian mais uma vez evitou polemizar e ressaltou que conhecia os dois postulantes, embora se desse melhor com Artur Lira. Todavia, isso não significava dizer que estava declarando apoio a ele.

“A indicação que eu tenho de independência é que quem sente na cadeira consiga representar também o percentual de quem representa o povo brasileiro, na realidade o parlamento representa os interesses do povo brasileiro, lá há diversidade de ideias, e o meu voto será a favor daquilo que possa fortalecer os interesses do Brasil. Eu sou governista, eu não estou dizendo que voto em um nem outro, conheço os dois, candidatos, embora seja mais próximo do Artur Lira, mas eu vou saber votar de acordo com os interesses do Brasil. Pode ter certeza que as pauta que eu defendo serão muito próximas daquele que irá presidir a Casa”, ressaltou.

As declarações do parlamentar repercutiram em entrevista na TV Correio.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Prefeito de Pombal agiu exemplarmente. Errados estão os que negam a ciência e a vacina

Nos últimos dois dias, a hipocrisia pautou uma discussão idiota estimulada por uma onda odienta contra o prefeito da maravilhosa cidade de Pombal, Abmael de Sousa Lacerda, o Doutor Verissinho…

VÍDEO: Ney Suassuna faz gesto obsceno ao comentar sobre Maranhão; ele nega

Em vídeo compartilhado na internet, o senador Ney Suassuna aparece fazendo um gesto obsceno ao comentar sobre o senador José Maranhão, que está internado em hospital de São Paulo, tratando…