Uma tragédia anunciada. É o que temem os moradores da Rua Porto do Moinho, no bairro do Sesi, no município de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa. Parte de uma muralha de aproximadamente quatro metros de altura está com várias rachaduras e um trecho foi empurrado para a via o que comprometeu o calçamento da rua, fazendo levantar os paralelepípedos.

A população relatou que não dorme à noite com medo que o muro venha abaixo. A casa da pensionista Noêmia Félix, 73 anos, apresenta rachaduras, que segundo ela, foram resultantes das obras que são executadas dentro do galpão é cercado por esse trecho. “Durante o dia tudo bem, mas de noite a gente nem dorme direito. A gente dorme angustiada”, afirmou. De acordo com os moradores são seis anos vi vendo nesse temor, mas que piorou nos últimos meses. “São batidas fortes desse galpão, pois eles batem porque estão construindo outros galpões nesse local”, afirmou o vendedor Sérgio Costa.

Quem tem medo que o muro caía é a dona de casa Christiane da Silva Nascimento. Ela tem duas crianças pequenas e teme uma tragédia. “Meu quarto é logo o primeiro. Se cair, Deus me livre, vai ser diretamente no meu quarto. A gente quer se faça alguma coisa”, comentou. O calçamento da rua é todo desnivelamento, pois os paralelepípedos estoura ram. “Aqui é tão difícil que se alguém precisar de uma urgência morre porque o carro não chega porque não tem condições de passar”, ressaltou.


PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ALPB aprova mais de mil matérias em dois meses de trabalho remoto

Oferecer respostas rápidas e soluções para o enfrentamento do novo coronavírus na Paraíba, além de buscar estratégias de apoio a empresas e geração de empregos. Esse tem sido o maior…

Curtas & Curtidas aborda Tião Gomes, FHC, Bolsonaro, quarentena e fake news

Tião Gomes apoia artistas, FHC critica Bolsonaro, CG não respeita a quarentena e Gabinete do ódio tenta influenciar o PL das Fake News no Twitter  Grande mecenas, Tião Gomes declara…