Por pbagora.com.br

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anunciou no sábado (28), por meio de nota oficial, que recomendará à Furnas Centrais Elétricas, ligada ao ministério, que suspenda a troca no comando do fundo de pensão dos funcionários da estatal.

 

O fundo, administrado pela Fundação Real Grandeza, tem patrimônio de R$ 6,3 bilhões e 12,5 mil filiados.

O anúncio da troca na diretoria provocou reação entre funcionários e aposentados.

 

A direção de Furnas disse que o fundo não passava informações sobre aplicações, o que seria o motivo da mudança. A Fundação Real Grandeza, por sua vez, acusou o PMDB, partido do ministro, de interesse nos cargos.

Na sexta (26), haveria uma reunião do conselho da fundação sobre o tema, mas foi cancelada a pedido do ministro.

Na nota, o ministério diz que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi comunicado sobre a decisão de recomendar a suspensão da troca na direção.

 

“O ministro tomou a iniciativa de informar ao excelentíssimo senhor presidente da República sobre a condução do assunto e sua disposição de recomendar a suspensão da mudança, até o termino dos atuais mandatos já prorrogados, o que se dará em outubro deste ano. O senhor presidente da República aprovou integralmente a posição do ministro.”

Ainda na nota divulgada, Edison Lobão indica que a decisão final deve ser tomada pela estatal. “O ministro Edison Lobão mantém o entendimento de que o assunto deve ser tratado no âmbito da direção das patrocinadoras Furnas e Eletronuclear com a Fundação Real Grandeza, seguindo-se o que estabelecem as regras legais e estatutárias.”

Os sindicatos do setor energético, que têm base de atuação nas estatais da área, estão promovendo manifestações para evitar a substituição de diretores do Fundo Real Grandeza.

O ministério alega que Furnas não recebe as informações sobre as aplicações financeiras do fundo desde outubro do ano passado.

 

Notícias relacionadas

Ministro Paulo Guedes diz que auxílio emergencial pode ser prorrogado até outubro

O ministro da Economia Paulo Guedes, anunciou nesta segunda-feira, dia 14, que o auxílio emergencial pode ser prorrogado pelo governo federal até o mês de outubro. De acordo com Guedes,…

Ricardo vê “consolidação” de aliança do PSB com Lula após filiação de Freixo

O ex-governador da Paraíba e pré-candidato ao Senado, Ricardo Coutinho (PSB), comemorou a filiação do deputado federal Marcelo Freixo ao PSB. O motivo da comemoração de Ricardo é a aproximação…