Por pbagora.com.br

A Câmara Municipal de João Pessoa adotou postura semelhante aos tribunais nesta terça-feira (10). O vereador Fernando Milanez (PMDB) apresentou pedido de vistas para analisar um requerimento de apenas uma lauda sugerindo sessão especial sobre a derrubada das barracas do Bessa na Capital.

O pedido gerou prolongada discussão dos vereadores e acabou sendo aprovado por 11 votos a 7 suspendendo a sessão marcada para a próxima quinta-feira.

A sessão especial foi proposta pelo vereador Bruno Farias (PPS). Ele consegiu reunir onze assinaturas, entre vereadores da oposição e da situação. O problema é que três vereadores ligados à bancada do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) – Pastor Edmilson (PRB), Sérgio da Sac (PRP) e Mangueira (PMDB) – retiraram os nomes do requerimento.

A oposição alegou que o Regimento Interno não permitia retirada de assinaturas em requerimento de sessão especial e a polêmica se instalou. Para resolver o impasse, Milanez, no melhor estilo Arnaldo Versiani (ministro do TSE que pediu vistas no processo de cassação de Cássio), pediu vistas do requerimento.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: articulações de Zé não ajudam a pré-candidatura de Nilvan. Pelo contrário, há cheiro de azeite no ar

As mais recentes movimentações do senador José Maranhão, presidente estadual do MDB na Paraíba, se não prejudica, também não ajuda em nada a pré-campanha de Nilvan Ferreira à Prefeitura de…

ALPB realiza eleição do 1º vice-presidente nesta quarta-feira

A Assembleia Legislativa da Paraíba realiza, na próxima quarta-feira (12), uma Sessão Extraordinária para a Eleição do novo 1º vice-presidente da Casa. O Diário do Poder Legislativo trouxe nesta segunda-feira…