O vereador Fernando Milanez (PMDB) negou a deflagração do processo de rompimento político entre o governador José Maranhão (PMDB) e o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) em razão da abertura de vaga para Nadja Palitot (PSB), principal inimiga do prefeito, na Assembléia Legislativa da Paraíba com a convocação do deputado Guilherme Almeida para a administração estadual.

MIlanez disse que o governador Maranhão tem prestigiado o PSB da Paraíba, do qual o prefeito Ricardo Coutinho é presidente estadual. “O governador já garantiu a posse de Expedito Pereira que é o do PSB e, se vier a se confirmar, a convocação de Guilherme Almeida é outro gesto de valorização ao partido”, disse Milanez.

Ele afastou a tese de que Nadja iria para Assembléia para fazer oposição a Ricardo. “Nadja assumiria uma vaga de deputada estadual e não de vereadora de João Pessoa. Não podemos confundir”, declarou.

Na semana passada, já houve uma rusga entre o governador e o prefeito em razão da nomeação de Marcelo Weick para Procuradoria-Geral do Estado. O prefeito disse que só soube da nomeação de Weick, até então procurador-geral do Município, pelo Diário Oficial.

Ouvido pela reportagem do PB Agora, o secretário-chefe de Gabinete do Prefeito Ricardo Coutinho, jornalista Nonato Bandeira, não quis polemizar sobre o assunto. Ele disse que o prefeito irá aguardar a nomeação de Guilherme Almeida para se pronunciar.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano repudia atitude de Bolsonaro convocando para ato contra o Congresso

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) repudiou nesta quarta-feira (26) a atitude do presidente da República, Jair Bolsonaro, de convocar a população para um ato contra o Congresso Nacional…

Julian reforça crítica a Bolsonaro por apoiar ato contra Congresso

Após criticar o ato convocado pelo presidente Jair Bolsonaro, previsto para o dia 15 de março, onde o presidente defende o fechamento do Congresso, o deputado estadual paraibano Julian Lemos…