Por pbagora.com.br

R$2 bilhões do BNDES para Cuba, enquanto a Paraíba só recebeu R$ 352 milhões em 2013: “Com 10%, resolveríamos o Porto de Cabedelo”

Ganhou repercussão na mídia nacional a comparação feita pelo deputado federal Ruy Carneiro (PSDB-PB) sobre os gastos do governo federal no Porto de Muriel, em Cuba, no valor de R$ 2 bilhões. Enquanto a Paraíba em todo o ano de 2013 só recebeu R$ 352 milhões. A declaração de Ruy Carneiro foi destaque na coluna do jornalista, Claudio Humberto, que circula em cerca de 20 jornais em todo o Brasil.

A nota de Claudio Humberto ressaltou a declaração de Ruy sobre a existência de “duas medidas” no governo federal “por destinar R$2 bilhões do BNDES para Cuba, enquanto a Paraíba só recebeu R$ 352 milhões em 2013”. A nota prossegue com um apelo de Ruy Carneiro. “Com 10%, resolveríamos o Porto de Cabedelo”.

Os dados apresentados pelo parlamentar da Paraíba foram extraídos do SIAFI (Sistema de Administração Financeira do Governo Federal) e provam que o governo Dilma Rousseff investiu quase R$ 2 bilhões no Porto de Cuba, enquanto que na Paraíba o Porto de Cabedelo aguarda, há anos, os investimentos para o simples aumento do seu calado.

Segundo o Ruy, na comparação com Cuba, a Paraíba recebeu em 2013 apenas 25% do que foi gasto na Ilha. “A presidente prefere gastar lá fora ao invés de investir na Paraíba, no Brasil. Faltam investimentos para melhorar a vida dos paraibanos, mas sobram para gastar no Porto de Cuba”, criticou.

Confira a nota de Claudio Humberto:

Duas medidas

O deputado Ruy Carneiro (PSDB) critica o governo Dilma por destinar R$2 bilhões do BNDES para Cuba, enquanto a Paraíba só recebeu R$ 352 milhões em 2013: “Com 10%, resolveríamos o Porto de Cabedelo”.

 

Notícias relacionadas

Opinião: Bancada ‘Cara Pálida’!

O grande e excelente jornalista J. R. Guzzo, diretor editorial da revista Exame e colunista da revista Veja, no dia de hoje deu uma declaração triste sobre a bancada evangélica…

Opinião: mesmo com negacionismo de Bolsonaro, JP e a PB dão exemplo contra a covid

O poeta russo Vladimirovitch Maiakovski certa vez escreveu: “Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças…