O governador José Maranhão avaliou de forma positiva o encontro que realizou na manhã desta terça-feira, no Palácio da Redenção, com os secretários e dirigentes de órgãos do Governo. “Eu repeti uma frase de Juscelino: ‘os desafios são grandes’, acrescentando que nós não podemos ser pessimistas, vamos aceitar os desafios e fazer pela Paraíba o que a Paraíba espera de todos nós”, afirmou Maranhão.

De acordo com o governador, a recomendação é de ter a coragem de enfrentar os problemas e o realismo de conhecer os limites. “A vontade, a nossa determinação e dedicação à causa da Paraíba vão superar as dificuldades materiais”, disse Maranhão.

Ele anunciou que o encontro teve como objetivo central a necessidade de planejamento, de execução austera de todas as medidas de Governo. Maranhão recomendou aos auxiliares que os serviços e as obras das secretarias fossem executadas com transparência, para também deixar a população bem informada sobre qualquer ação do Governo. Pediu a todos os auxiliares um diagnóstico da situação de cada secretaria e empresa do Governo, para agilizar as ações. Recomendou a todos os auxiliares que reduzam despesas com diárias, energia, água, telefone e outros serviços.

Maranhão afirmou que o Estado tem obras urgentes, inadiáveis, a exemplo de 30 hospitais que se encontram inacabados. Outras prioridades anunciadas pelo governador são as campanhas de saúde pública, como as de vacinação, e as obras de esgotamento sanitário, que têm grande repercussão na saúde das pessoas e na qualidade de vida dos paraibanos.

José Maranhão destacou que investimentos na área de segurança pública são prioritários também.
 

 

 

SECOM

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ministério Público investiga possível propaganda eleitoral antecipada, em Pombal

O Ministério Público Eleitoral (MPE) na Paraíba instaurou uma Notícia de Fato Eleitoral para investigar os fatos de propaganda eleitoral antecipada e de conduta vedada de distribuição de bens por…

Apesar de decisão do STF e comemoração de aliados, prefeito flagrado com dinheiro na cueca segue preso

O prefeito da cidade de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB) segue preso mesmo após o STF ter determinado a sua soltura mediante o pagamento de fiança estipulada em R$ 522…