Por pbagora.com.br

Para o senador e pré-candidato a governador José Maranhão (MDB), avaliando a crise dos combustíveis gerada pela política de preços do governo federal, que tem a anuência do seu correligionário, o presidente Michel Temer, o chefe do executivo errou no time para a solução da crise.

 

“O governo foi muito lento. Perdeu o primeiro tempo. Demorou a agir, deixou o problema se alongar, e vai pagar um preço alto por isso. Faltou agilidade, previsibilidade do que poderia acontecer”, afirmou Maranhão.

 

Semana passada Maranhão participou de um encontro dos emedebistas nacionais com o pré-candidato a presidente pelo partido o economista Henrique Meireles em Brasília, no qual anunciou que o mesmo era um bom nome para a sucessão presidencial.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Covid-19: secretário alerta para elevação na transmissibilidade na Paraíba

O secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltramin alertou, durante entrevista nesta sexta-feira (14), para a elevação da taxa de transmissibilidade do novo coronavírus na Paraíba com o consequente…

Galdino quer Avante na vice de João, mas ressalta que escolha cabe ao governador

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, afirmou, nesta sexta-feira (14), durante entrevista ao programa Rede Verdade, da TV Arapuan, que o governador João Azevêdo…