O deputado estadual Ricardo Barbosa declarou durante entrevista a uma emissora de TV de João Pessoa, que vai solicitar junto à direção nacional do PSB, a sua saída amigável.

De acordo com Barbosa não há mais clima para que ele continue na sigla após todo o imbróglio que vem desgastando os filiados e culminou com a saída do governador João Azevêdo dos quadros do partido.

O líder do governo estadual na ALPB disse ainda que uma carta pedindo a sua desfiliação deve ser enviada ao presidente da sigla, Carlos Siqueira ainda nesta terça-feira, dia 10 e caso a resposta seja negativa ele pretende entrar com o pedido na Justiça.

“Estarei enviando para o presidente Siqueira amanhã e, dependendo da resposta dele deverei entrar com pedido via medida judicial”, revelou.

“Estou líder do Governo na Assembleia, mas no momento em que o governador João Azevêdo não faz mais parte do partido, e nem segue mais as suas diretrizes, decidi fazer esse pedido”, complementou.

A necessidade de Barbosa ter que solicitar a saída do partido, ao invés de apenas trocar de legenda na abertura da janela partidária se deve ao fato de que a legislação brasileira considera que o mandato em cargos preenchidos por eleições proporcionais (como é o caso das eleições de deputados e vereadores) pertence ao partido.

Se contrariar a regra, o parlamentar pode ser enquadrado em infidelidade partidária e perder o mandato.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian alerta filhos de Bolsonaro: ‘Se me apontar o dedo vai levar pau’

O deputado federal Julian Lemos (PSL) voltou a soltar o verbo contra os filhos do presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista ao programa  Arapuan Verdade nesta sexta-feira  (24), Julian declarou que…

Aliados discordam de Cartaxo sobre critérios para escolha de candidato

Ao destacar que João Pessoa não pode voltar ao retrocesso e afirmar que o Partido Verde terá candidatura própria à prefeitura de João Pessoa neste ano, o prefeito da capital…