O presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Leo Santana, rebateu as críticas do prefeito Luciano Cartaxo, dizendo que a entidade não tem credibilidade e que não sabia de sua existência.

“O Pré-candidato ao governo, Cartaxo não anda mais em João Pessoa, faz tempo que vive no interior, fazendo campanha antecipada, por isso não sabe onde funciona a UBAM, que está localizada a mais de 6 anos na Avenida Epitácio Pessoa, com uma placa indicativa medindo 10 metros. Ele disse que a entidade não tem credibilidade? Não fomos nós que desviamos R$ 6,4 milhões da “reforma” da Lagoa, segundo a Operação Irerês, da respeitada Polícia Federal, CGU e Ministério Público Federal.”

Segundo Leo Santana, que é especialista em Gestão Pública, não foi sua intenção criticar e sim cumprir com sua cidadania, pois acima de presidir uma entidade municipalista, ele é cidadão pessoense e tem legitimidade para lutar e resolver problemas que o prefeito não resolve por ser “lento demais e incompetente”.

O dirigente municipalista destacou que já trabalhou na prefeitura e deixou a gestão de Cartaxo por não aceitar o inchaço da folha de pessoal em mais de 182 milhões ao ano só com temporários, além de muita lentidão em tudo que tenta fazer, como também na única obra da prefeitura que se arrasta a quase 5 anos, que é a da Beira Rio, que nunca acaba, provocando um verdadeiro caos ao trânsito.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Com presença da polícia vereadores de Conde instalam CPI do Lixo

Na manhã desta segunda-feira (17), a Câmara Municipal de Conde, no Litoral Sul paraibano realizou sessão extraordinária para votar a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas…

Líder na ALPB diz que bancada tentará barrar pedido de impeachment de João

Ao analisar o assunto dominante na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) nos últimos dias, que foi o pedido de impeachment do governador João Azevêdo (Cidadania) e da vice-governadora, Lígia Feliciano…