Por pbagora.com.br

Vice-prefeito eleito de João Pessoa revela expectativas e garante maior e melhor mandato em benefício da Capital

O vice-prefeito eleito e vereador de João Pessoa, Leo Bezerra (Cidadania), fez um balanço do seu mandato na Câmara Municipal e revelou expectativas para a nova função, que começa a exercer a partir do dia 1º de janeiro de 2021. Leo é autor de quase 1.450 matérias legislativas apresentadas na Casa de Napoleão Laureano desde 2017, quando iniciou seu mandato após ser o vereador mais votado da Capital.

Foram 1.448 matérias produzidas em benefício da população entre Projetos de Lei Ordinária, Projetos de Indicação, Projetos de Lei Complementar e Requerimentos. Dezessete projetos foram promulgados ou sancionados e se tornaram Lei Municipal.

O mandato de Leo Bezerra foi marcado pela defesa de melhorias na saúde pública, uma das prioridades durante sua atuação na Câmara Municipal. Destaca-se Projeto de sua autoria para entrega domiciliar de medicamentos durante a pandemia do coronavírus, além da divulgação da lista de espera por consultas e procedimentos pelo Sistema Único de Saúde.

Entre as leis de sua autoria está a Lei 11.364, que garante atendimento prioritário a portadores de diabetes melittus em estabelecimentos de saúde quando eles forem submetidos a exames que requerem jejum total. A Lei 13.488, também de autoria do vereador Leo Bezerra, garante mais transparência em relação à escala de trabalho dos profissionais que atuam em Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Unidades de Saúde da Família (USF) e hospitais.

Leo liderou a bancada de oposição e é o idealizador da Caravana da Oposição, que vistoriou bairros e serviços públicos de João Pessoa para apresentar e cobrar soluções para os problemas enfrentados pela população.

“Sentimento de muita gratidão a toda população de Joao Pessoa por ter sido o vereador mais bem votado no ano de 2016. A partir de 1º janeiro temos uma nova missão: Vice-prefeito. Tenho certeza que vamos fazer o maior e melhor mandato de nossas vidas! Vou dedicar minha vida por uma cidade mais justa, humana e tranquila”, afirmou Leo Bezerra.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Um caso típico de como a imprensa se faz inútil: afinal, como está a saúde de Maranhão?

Há casos em que a imprensa se faz inútil, ou simplesmente presta um desserviço aos consumidores de informação. Em situações bastante delicadas, inclusive, em que o povo merece e precisa…

Veneziano lamenta falecimento do jornalista Fernando Soares e destaca qualidades do profissional

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) lamentou o falecimento do jornalista, radialista e ex-presidente da Associação Campinense de Imprensa – ACI, Fernando Soares, aos 53 anos, ocorrido na tarde…