“A Justiça fez justiça”. Foi assim que a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) definiu a cassação do governador do Maranhão , Jackson Lago, e seu vice, Luiz Carlos Porto, pelo Tribunal Superior Eleitoral na madrugada desta quarta-feira, 4. “A Justiça fez justiça. Devolveu o mandato que eu tinha ganho.Eu acho que está havendo um processo educativo, as pessoas estão valorizando mais a lei porque acreditam mais nela”, disse Roseana durante coletiva em Brasília , segundo a sua assessoria.

Cinco dos sete ministros do TSE concluíram que na eleição de 2006 ocorreram irregularidades que beneficiaram a candidatura de Jackson Lago e prejudicaram Roseana Sarney. Entre outras acusações, a oposição alegou que foram feitos 1.817 convênios no ano da eleição entre o governo estadual e prefeituras e associações civis.
 

Roseana é a segunda colocada nas eleições de 2006 ao governo do Maranhão. Com a cassação de Lago e seu vice, Luiz Porto, a senadora deverá assumir o cargo. ” Essa decisão cabe à Justiça. A minha prioridade é a minha saúde”.

 

A senadora terá de se submeter a uma cirurgia para a retirada de um aneurisma no cérebro marcada para este mês, por volta do dia 20.

 

Ela refutou às críticas sobre a volta de “oligarquias” ao comando do Estado. “Tem políticos que são netos, filhos e primos de outros famosos que não são chamados de olicarcos. Considero isso uma falta de respeito, dizer que meu pai (o presidente do Senado, José Sarney), é o responsável pela minha carreira”, disse.

 

estadão. com.br

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tucano quer garantir apoio para disputar PMCG no lugar de Tovar

A base política do prefeito Romero Rodrigues (PSD), deve mesmo marchar dividida na s eleições deste ano e ter mais de uma candidatura. O vereador licenciado e atual presidente da…

Socialista vai consultar Galdino e Vené sobre assumir Cidadania em CG

Assim como em João Pessoa, o comando do Cidadania em Campina Grande também deverá recair sob o comando de um Bruno, mas não o Cunha Lima. Enquanto na Capital do…