Por pbagora.com.br

A juíza responsável pela 50ª Zona eleitoral, Carmen Helen Agra de Brito, indeferiu neste sábado (17), o pedido de Tutela de Urgência ajuizada pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS) que objetivava a suspensão imediata da pesquisa PB-06222/2020 realizada pelo PB Agora/Datavox em Puxinanã.

Em sua decisão a magistrada ratificou a lisura dos números aferidos e que serão divulgados pelo Instituto através do Portal PB Agora neste domingo (18).

Em trecho da decisão, a juíza alega que a referida pesquisa está devidamente registrada no Sistema de Pesquisas Eleitorais.

“Inicialmente, verifico que a pesquisa encontra-se devidamente registrada no Sistema de Pesquisa Eleitorais – PesquEle – sob o registro n. PB 06222/2020, estando  devidamente preenchido, inclusive com plano amostra”.

Em outro trecho, a magistrada diz entender “pela inexistência da PROBABILIDADE DO DIREITO” e complementa:

“ANTE O EXPOSTO, ante os princípios de direito aplicáveis à espécie, INDEFIRO o pedido liminar com base nos fatos e fundamentos alhures expostos”.

A íntegra da decisão pode ser conferida clicando no link abaixo:

PUXINANÃ – INDEFERIMENTO TUTELA ANTECIPADA

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Cícero diz não ver efetividade em intervenção feita na gestão Cartaxo na barreira do Cabo Branco

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), acompanhado do governador João Azevêdo (Cidadania) visitaram a Estação Ciência na manhã desta quarta-feira (27). De acordo com o prefeito, no local…

Opinião: a proposta irresponsável e genocida defendida por Wellington Roberto

A proposta que o deputado federal paraibano, Wellington Roberto (PL-PB), defendeu em entrevista ao programa Arapuan Verdade é excludente, irresponsável e genocida. Num cenário de pandemia, em que há uma…