A briga interna dentro do PSL paraibano parece não ter fim e mais uma vez o deputado federal e presidente estadual do PSL, Julian Lemos foi enfático ao pedir que o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), irmão do o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), deixe a sigla.

Em entrevista numa emissora de Campina, Julian disse: “se ele permanecer no partido calado é um favor. Se ele pedir para sair, eu ajudo ele a sair. É um zero negativo”, em referência a Moacir Rodrigues.

Recentemente em entrevista à Folha de São Paulo, o deputado estadual Moacir Rodrigues, do PSL, reforçou sua insatisfação com a condução dada pelo deputado federal Julian Lemos (PSL), ambos de primeiro mandato. Moacir, conforme a reportagem, acusa Julian de ser uma pessoa que não escuta ninguém e de se portar tal qual um coronel.

“Entendemos que a nova política se faz com democracia. Mas, infelizmente, estamos sob a direção de um coronel, uma pessoa que não escuta ninguém”, declarou Moacir, na entrevista à Folha.

Veja mais:

À Folha, Moacir Rodrigues detona condução de Julian Lemos à frente do PSL/PB: “É uma pessoa que não escuta ninguém, um coronel”

 

Redação

 

Total
4
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino avalia que governo Bolsonaro e fogo amigo são desafios de João Azevêdo

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino, fez uma breve análise do primeiro ano de gestão do governador João Azevêdo e destacou os desafios que o chefe…

DEM reforça que portas do partido estão abertas para receber governador

O presidente estadual do DEM, deputado federal Efraim Filho, disse que o partido está de portas abertas para acolher o chefe do Executivo Estadual. Em entrevista à Rádio Panorâmica FM,…