Apesar dos protestos de empresários e outras categorias pela abertura do comércio, o governador João Azevêdo (Cidadania) avisou, durante o programa fala governador desta segunda-feira (18), que não irá recuar das medidas restritivas anunciadas no fim de semana e justificou, reforçando que a prioridade segue sendo salvar vidas.
João também lamentou o oportunismo de políticos que, segundo ele, tentam tirar vantagem da situação se colocando como pré-candidatos e salvadores da pátria.

“Esse tipo de pressão que se faz alguns seguimentos e deputados de oposição, que se aproveitam nesse momento para se apresentar como pré-candidatos e salvadores da pátria, não vai fazer mudança no processo que nos interessa. O que nos interessa é salvar vidas. Quando tomamos medidas como estas sabemos que estamos na direção correta”, disse.

Nesta manhã empresários da construção civil e deputados estaduais promoveram manifestação em frente à Granja Santana, em João Pessoa. Esse é segundo ato promovido em menos de 48h. No sábado, um grupo comandado pelo deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) também realizou ato em frente à residência do governador criticando o teor das medidas de restrição adotadas pelo governo do Estado e pela prefeitura de João Pessoa.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cícero cobra a Cartaxo isonomia para profissionais da saúde, em João Pessoa

O ex-senador Cícero Lucena, do PP, foi um dos políticos que se posicionaram contrário, nos últimos dias, a discriminação adotada pela prefeitura de João Pessoa ao conceder uma gratificação aos…

Opinião: o Brasil está à beira de uma guerra civil, cujo ódio é ‘plantado’ por Bolsonaro que usa o povo como pólvora

A tarde já findava. Precisei ir à farmácia, mesmo com certo cansaço em decorrência do corpo debilitado pela Covid-19. Embora os sintomas tenham cessado, o corpo ainda está debilitado. Pois…