Por pbagora.com.br

Responsável por denunciar o esquema do mensalão, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, disse ontem que foi uma indicação para a diretoria de Furnas que deflagrou sua briga com o então ministro da Casa Civil, José Dirceu, em 2005, e culminou com a denúncia do esquema.

 

Segundo ele, o PT “sempre” controlou os fundos de pensão das estatais, incluindo o Real Grandeza, e o partido não irá permitir dividir esses espaços com o PMDB.

 

“Na época da CPI [dos Correios], quem mandava no fundo era o Jorge Bittar [deputado pelo PT do Rio]. Ele veio para cima de mim, e eu chamei ele para briga. Ele mandava e manda até hoje.”

 

Bittar disse que “não tem nada a ver com Furnas” e atribuiu as acusações de Jefferson a “uma vontade de aparecer”. Em nota, a direção de Furnas negou ingerência política no fundo.

 

A CPI dos Correios, que em 2005 apurou o mensalão, investigou o Real Grandeza e apontou PT, PC do B e PTB como responsáveis por indicações políticas no fundo.

 

Para Jefferson, a disputa no comando do fundo pode deflagrar uma nova briga na base. Em 2005, Jefferson disse que o PTB iria indicar Francisco Pirandel para uma diretoria de Furnas, mas a indicação foi barrada dias antes, depois de a revista “Veja” publicar denúncia de corrupção nos Correios envolvendo seu partido.

 

Folha Online

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba quais as agências da Caixa abrem neste sábado (19), na Paraíba

A Caixa Econômica abrirá 11 agências na Paraíba, neste sábado (19), das 8h às 12h, para atendimento aos beneficiários do auxílio emergencial e do saque emergencial do Fundo de Garantia…

Opinião: Anísio Maia tem história e razão. Ricardo Coutinho tem historia, razão e votos…

Neste momento crucial da vida política brasileira, em que o País está sendo arrastado para o caos por uma onda ultraconservadora inspirada no bolsonarismo, o mais sensato seria que partidos,…