Por pbagora.com.br

O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macedo, que ficou ao lado da executiva nacional da sigla no embate entre a candidatura de Anísio Maia x a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), preferindo apoiar este último, declarou ontem(08), que soube do pedido de intervenção na sigla em João Pessoa, pela imprensa e que ainda acredita no diálogo entre os envolvidos para uma solução pacifica.

“Não fui informado, fiquei sabendo pela imprensa”, disse Jackson, destacando porém que apesar de não gostar de intervenção, fica do lado da nacional.” Nunca defendi isso, porque é um processo muito traumático. Para mim, só deveria ocorrer quando não existissem mais a possibilidade de diálogo, no limite do limite. A direção nacional deve ter entendido dessa forma, que o diálogo teria se esgotado”, comentou.

Questionado se a intervenção vigorar o que essa comissão vai defender ele disse: “Eu não sei o que a comissão (interventora) vai fazer”, finalizou.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: em meio a pandemia, ALPB dá exemplo ao país no quesito produtividade

O poder da palavra, dos pensamentos, da própria sapiência humana ultrapassa as barreiras físicas, pois todos nós somos de uma espécie. Beligerante em muitos fatores, solidários noutros. Assim é a…

Ao lado de Léo, Cícero se reúne com agentes de saúde e endemias

O candidato a prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (PP), participou de duas atividades de campanha ao lado do candidato a vice, Léo Bezerra (Cidadania) e do deputado estadual Eduardo…