Defendendo o princípio da mutabilidade humana, o filósofo Heráclito dizia que nenhum homem é capaz de tomar duas vezes um banho no mesmo rio. Primeiro, porque nem o rio seria mesmo. Nem o homem. É porque tudo muda. E muito rápido. Só isso pode explicar o que aconteceu em menos de 24 horas com a bancada governista na Assembléia Legislativa da Paraíba.

De manhã logo cedo, durante desjejum na casa do presidente Arthur, decidiu-se pela implantação de uma agenda positiva, recheada de reuniões de líderes para discussão dos projetos de real interesse da população. Tudo com o midiático objetivo de amenizar o fogo cruzado entre oposição e situação e, especialmente, estimular a produtividade legislativa.

Só que á tarde o tom foi de criação de CPIs, duas delas para desenterrar atos administrativos do governo Maranhão. Ora, caros amigos, há algo mais improdutivo atualmente, nas casas legislativas do que as CPIs?

A maioria só tem início. Não tem fim. Cite mais duas CPIs que tiveram final produtivo na Assembléia. Lamentavelmente, só servem como instrumento de disputa política. Pergunto então: de que servirão CPIs para aprimorar a produtividade na Assembléia legislativa? De nada, caros leitores. A resposta é simples.
Só servirão para acirrar ainda mais os debates políticos, as trocas de acusações, e a falta de ações para as quais são os deputados. Nada de concreto irá se apurar. E o que for concretamente apurado não servirá, sabemos disso, para punição de ninguém.

Podem anotar: enquanto a bancada do governo alimentar a história da CPI da Aeronave, CPI do Cooperar e CPI do não-sei-o-que-mais-lá, não teremos um debate produtivo sequer. Não teremos reuniões de lideranças, discussões sobre temas que “realmente interessam à população”.

Os deputados governistas que pregaram paz de manhã resolveram declarar guerra á tarde, numa incoerência só vista em disputas religiosas. E, mais uma vez, a Assembléia não produzirá nada mais do que acusações mútuas.

 

SOLTAS

PT pró-Ricardo – Corre entre os petistas ligados a Luiz Couto um documento defendendo a aliança com Ricardo Coutinho em 2010, independentemente do projeto de Maranhão. Quem viu garante que o documento tem mais de 50 assinaturas.

Precipitado- O ex- vereador Marconi Paiva se precipitou ao atacar as indicações do PP na prefeitura da Capital. A direção estadual do partido havia marcado uma reunião entre ele Nonato Bandeira a fim de acomodá-lo no projeto de Ricardo. Tudo desfeito

Perguntar não ofende – O sucesso do Verão Total em João, capacitado pelo secretário Ruy Carneiro, leva a uma pergunta: os próximos governos vão manter o evento?

Pensando bem – Os desorientados delegados em greve estão na profissão errada. Não sabem que somente os deputados podem aumentar seus salários quando e como quiserem.

Na ponta do lápis – De acordo com o secretário de Administração, Gustavo Nogueira, de 2003 a 2008, os delegados tiveram reajuste de 287% em seus salários. Os procuradores, tão cobiçados pelos colegas das delegacias, tiveram no mesmo período reajuste de 130%.

Abençoado – O furão Padre Albenir, da TV Master, revelou que o julgamento do pedido de vistas do ministro Arnaldo Versiani só entraria em pauta depois do Carnaval. É o que tanto Versiani quanto Eros Grau, relator do Caso FAC, seriam designados para respresentar o TSE em evento internacional de Direito …na França. Eita , padre pra saber das coisas…
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…

Líder na ALPB diz ser contra privatização das BRs 101 e 230 na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana o ex-deputado federal e líder do bloco governista o deputado estadual Wilson Filho (PTB) opinou sendo contrário, a inclusão dos trechos das BRs 101 e…