O convite para o deputado Guilherme Almeida (PSB) assumir a Secretaria de Interiorização do Estado completa hoje 20 dias sem que tenha havido qualquer definição sobre o assunto. Autor do convite, o governador José Maranhão (PMDB), após idas e vindas, assegura que o assunto agora só depende do partido do deputado. Por trás da indefinição, uma batalha de bastidor envolve os prefeitos Ricardo Coutinho, da Capital, e Veneziano Vital do Rêgo, de Campina Grande.

O impasse ocorreu quando, após feito o convite, a Executiva Estadual do PSB garantiu não ser possível a Guilherme Almeida assumir o cargo por existir uma resolução interna do partido proibindo participação no Governo do Estado, sem a aquiescência da legenda. O deputado, irritado, chegou a apresentar documentação questionando a autenticidade da ata que estabeleceu essa restrição, mas a cúpula pessebista mantém a orientação.

Em meio ao clima de impasse, aumenta também a temperatura nas relações políticas entre o Palácio da Redenção e o Centro Administrativo da Capital. O governador já não esconde o incômodo por sistemáticas estocadas de Ricardo Coutinho em seu governo; de sua parte, o prefeito da Capital já faz a leitura de que, a seu modo, Maranhão tenta desestabilizá-lo ao atrair, com cargos, quadros da Prefeitura e de sua base política.

“Converse com Ricardo”

Após inflamado discurso na semana passada na Assembléia, criticando seu partido pela situação vexatória de ele não poder assumir um cargo pelo qual se sente seduzido, o deputado Guilherme Almeida diz que só falará “pra valer”, no momento certo, por acreditar que o impasse está servindo para desgastar a própria imagem. Padrinho na indicação, o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), de Campina Grande, também já começa a pressionar o governador para a efetivação de Guilherme na Secretaria.

– Converse com Ricardo – sugeriu Maranhão a Veneziano, recentemente, por telefone, assegurando que a disposição do Governo do Estado é total para sacramentar a nomeação. Até o momento, o prefeito campinense não demonstrou qualquer interesse em manter esse diálogo com o colega da capital.

Ricardo Coutinho, por sua vez, esteve em Campina Grande nesta terça-feira. Não só preferiu não estabelecer qualquer contato com Veneziano, como ainda participou de almoço com a bancada de oposição ao prefeito de Campina Grande.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…