Por pbagora.com.br

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira (11) que o governo irá subsidiar moradia para cidadãos de baixa renda dentro do novo programa de habitação que o governo está preparando. Ela tomou café da manhã com a bancada do Nordeste no Congresso Nacional.

Dilma afirmou que o subsídio será dado diretamente ao mutuário e será feito de forma “pesada” para quem ganha até três salários mínimos. “Você não pode financiar uma casa para quem ganha até três salários mínimos, a não ser que eles não vivam porque só vão pagar a prestação. Como não concordamos com isso, fizemos um programa que vai subsidiar sim a habitação, e de zero a três salários mínimos de forma pesada”.

A ministra disse que não é possível a estes cidadãos pagar prestação de uma casa “decente”. “Quem ganha um salário mínimo não paga uma casa minimamente decente, de 35 a 40 metros quadrados. Então, vai ser subsidiada sim”.

Ela afirmou também que os mutuários de baixa renda do novo plano só começarão a pagar as prestações após receberem as chaves do imóvel. A ministra falou em “prestação simbólica” para as classes mais baixas, mas afirmou já ter ouvido de alguns governadores que seria melhor não cobrar nada porque o custo da própria cobrança seria muito alto.

Dilma enfatizou que o governo federal tem condições de tocar o programa com recursos próprios. “Os governos estaduais podem ajudar para abaixar a prestação, mas o programa fica de pó só com recursos do governo federal, que virão do tesouro e do FGTS”.

Segundo a ministra, além de reduzir o déficit habitacional, que ela estimou em 7,5 milhões de famílias, a intenção é gerar empregos. Por isso, segundo ela, a intenção é acelerar a construção para entregar as primeiras residências em onze meses.

 

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Congresso derruba veto a projeto de lei de Efraim Filho

A derruba do veto presidencial reforça a legalidade da contratação de advogados e contadores pela administração pública levando em consideração a peculiaridade das especializações destes profissionais. O Congresso Nacional derrubou,…

Cuité de Mamanguape: Efraim Morais libera recursos para combate ao coronavírus

O vice-presidente nacional do DEM, deputado federal Efraim Filho confirmou a liberação de recursos na ordem de R$ 82.090,00 – para enfrentamento ao novo Coronavírus, para a Prefeitura de Cuité…