Por pbagora.com.br

A Prefeitura de Cajazeiras, sob gestão do prefeito Zé Aldemir (Progressistas), entrou na mira do Ministério Público da Paraíba (MPPB) após a contratação de 16 vigilantes. Os profissionais foram admitidos pela gestão ignorando o resultado de concurso público no município, realizado em 2019, e que aprovou candidatos para o cargo.

Os vigilantes contratados irão atuar na Secretaria de Saúde do município. São dois em cargos de comissão e os outros 14 por excepcional interesse público.

A Secretaria de Saúde tem o prazo de 15 dias para encaminhar a cópia dos contratos dos 16 vigilantes contratados pela gestão. Além disso, deverá participar, junto à Procuradoria-Geral de Cajazeiras, de audiência eletrônica com o MP.

O caso está sendo apurado pela Promotora de Justiça Sarah Araújo Viana de Lucena, da Promotoria de Justiça Cumulativa de Cajazeiras.

 

PBAgora

Notícias relacionadas

Políticos da PB comentam efeitos da ‘guerra’ entre poderes no Brasil

Em um momento de grandes dificuldades e incertezas, a recente troca de comando no Ministério da Saúde está longe de estancar a crise política que dividiu o país. A disputa…

VÍDEO: ”A Prefeitura de João Pessoa vive um apagão administrativo. Cadê o prefeito?”, diz Ruy

Após a secretaria de saúde de João Pessoa afirmar que suspendeu a vacinação contra a COVID-19 na capital por falta das doses do imunizante e as constantes cenas de aglomeração…