O candidato ao Governo do Estado pelo MDB, Zé Maranhão, participou nesta segunda-feira (17) de uma sabatina na sede do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa, o Sinduscon. O candidato teve a oportunidade falar sobre as melhorias que vai levar ao setor quando estiver à frente da gestão da Paraíba. Um dos principais pontos do plano de governo do candidato foi uma das questões levantadas pelos participantes: o saneamento básico. “Pretendo cuidar do saneamento de toda a Paraíba. Muitos tratam como algo impossível de ser feito, mas é possível sim. Vamos trabalhar com parcerias público-privada. A Paraíba não sairá desse baixo nível se não buscar de fato uma solução. Isso nós vamos fazer”, disse.

Zé Maranhão foi enfático quando questionado sobre a forma que irá gerir a Cagepa: “Eu não  vou privatizar a Cagepa. O estado precisa dela para fazer as intervenções em abastecimento e saneamento. Não existe empresa sem lucro. As empresas não se interessaram jamais em fazer parceria em municípios pequenos sem rentabilidade. É uma empresa imprescindível e que não otimizou a gestão, que não faz economia. Pretendemos reformular o modo de trabalho executado lá.”

Questão financeira é sempre um ponto importante para qualquer segmento. Quanto a indústria da construção, Zé reforçou a preocupação com tributação: “Hoje o estado da Paraíba tem um dos maiores volumes de impostos do Brasil. Vamos analisar como seria a melhor forma de garantir incentivos ao setor da construção. Eu tenho dito reiteradamente que a política de arrocho fiscal não é uma adequada para o estado. Quando o empresário cede a isso encontra caminhos para se defender e garantir a sobrevivência do seu negócio e uma das formas é através da sonegação. É preciso diálogo, ouvir todas as partes. E essa será uma das marcas do nosso governo: trabalhar próximo de todos os setores, de todos os paraibanos”, concluiu.

 

Assessoria

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaristas se calam após Bolsonaro tirar R$ 83 mi do Bolsa Família para a Comunicação

A dupla de parlamentares estaduais conhecidas por defenderem a ferro e fogo as ações do presidente da República Jair Bolsonaro se manteve em silêncio após o líder do executivo nacional…

Mais de 65% dos brasileiros querem o adiamento das eleições municipais 2020

A pandemia causada pelo novo coronavírus tem gerado uma crise mundial de saúde e econômica, provocando mudanças em vários setores. Levantamento realizado pela ONG Idea mostra que pelo menos 57…