No mesmo dia em que manteve uma audiência com o governador José Maranhão (PMDB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou para o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) com quem manteve demorada conversa por telefone no início da noite desta terça-feira (3). O telefonema foi dado por volta das 18h30 e durou quase quinze minutos.

À tarde, o presidente recebeu, em audiência, o governador José Maranhão. O presidente reafirmou sua disposição em ajudar a nova administração paraibana e renovou seus votos de felicitações. O encontro aconteceu durante solenidade com a presença do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, no Palácio do Planalto, de entrega do relatório com os resultados da campanha de vacinação contra a rubéola, em que o país superou meta e vacinou 67 milhões contra a doença.

Maranhão chegou a Brasília na segunda-feira (2) para encaminhar novos pleitos da Paraíba ao governo federal. Para esta quarta-feira (4) está prevista uma série de audiências, onde serão tratados assuntos nas áreas da educação, saúde e infra-estrutura.

Às 9h00, o governador se encontra com o ministro da Educação Fernando Haddad. O encontro acontecerá no gabinete do Ministério da Educação e Maranhão estará acompanhado do secretário da Educação e Cultura, Sales Gaudêncio, levando pleitos do Estado na área educacional. R$ 18 milhões que deveriam ser repassados a escolas paraibanas estão com a liberação suspensa porque o governo anterior não cumpriu sua parte, deixando de realizar o treinamento de cerca de 500 gestores escolares.

Às 11h30, o governador José Maranhão será recebido em audiência pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Vários projetos na área de infraestrutura serão encaminhados ao Governo federal, entre os quais destaca-se a continuidade das ações nas Várzeas de Sousa, que estão paralisadas, conforme constatou a Caravana da Reconstrução. O governador estará acompanhado do secretário da Infraestrutura, Francisco Sarmento.

À tarde, Maranhão manterá audiência com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Na ocasião, também serão apresentados vários projetos na área de saúde pública. Destacam-se os projetos de reabertura de 30 hospitais que se encontram fechados, uma outra constatação feita durante a Caravana da Reconstrução no interior do Estado.
 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba como se dá escolha de candidatos para eleições municipais

Não há eleições ordinárias em 2019, mas a Justiça Eleitoral e os partidos políticos já estão em plena preparação para as Eleições Municipais de 2020. Essa antecipação se justifica pelo…

Bolsonaro dá a largada para a privatização de nove estatais; veja lista

O governo deu início ao processo de privatização dos Correios, mas o procedimento de venda da holding, com começo imediato das discussões no Congresso — como era a expectativa —,…