Ao opinar sobre a possibilidade da indicação pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), do seu filho o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, o ex-governador da Paraíba e atual presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB) criticou tala indicação. “É uma desmoralização do Brasil lá fora”.

Para o socialista, é de uma gravidade enorme o cargo ser ocupado pelo filho de Bolsonaro baseado apenas nas justificativas dadas pelo presidente e pelo próprio Eduardo. Ele destacou que para uma pessoa se qualificar ao posto de diplomata tem que estudar muito, ser fluente em várias linguas além de conhecer a fundo diversas áreas como Economia, Cultura, entre outras.

“Você olha hoje, um presidente quer nomear o filho para embaixador dos Estados Unidos porque conhece os filhos do presidente dos Estados Unidos. Isso é de uma gravidade enorme. Você estuda a vida toda, os diplomatas, falam 7 a 8 idiomas, conhecem economia, cultura, de tudo, aí chega um presidente e diz ‘vou colocar meu filho ali’, porque conhece os filhos do outro presidente. É um absurdo, é uma desmoralização do Brasil lá fora”, disparou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Articulação deve colocar MDB na vice de Ana Cláudia em CG e voltar a unir Vené e Maranhão no mesmo palanque

As articulações em torno de uma aliança entre o Podemos eu MDB em Campina Grande devem abortar a possibilidade de filiação do ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (sem partido) aos…

Julian se dispõe a bancar tornozeleiras dos investigados da Calvário

Após tomar conhecimento de que as tornozeleiras eletrônicas estariam em falta na Paraíba e que, por esse motivo, os investigados da Calvário poderiam ficar sem o equipamento, mesmo com decisão…