Ao opinar sobre a possibilidade da indicação pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), do seu filho o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, o ex-governador da Paraíba e atual presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB) criticou tala indicação. “É uma desmoralização do Brasil lá fora”.

Para o socialista, é de uma gravidade enorme o cargo ser ocupado pelo filho de Bolsonaro baseado apenas nas justificativas dadas pelo presidente e pelo próprio Eduardo. Ele destacou que para uma pessoa se qualificar ao posto de diplomata tem que estudar muito, ser fluente em várias linguas além de conhecer a fundo diversas áreas como Economia, Cultura, entre outras.

“Você olha hoje, um presidente quer nomear o filho para embaixador dos Estados Unidos porque conhece os filhos do presidente dos Estados Unidos. Isso é de uma gravidade enorme. Você estuda a vida toda, os diplomatas, falam 7 a 8 idiomas, conhecem economia, cultura, de tudo, aí chega um presidente e diz ‘vou colocar meu filho ali’, porque conhece os filhos do outro presidente. É um absurdo, é uma desmoralização do Brasil lá fora”, disparou.

 

Redação

Total
6
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hervázio diz que “jamais vai se colocar como um conspirador” no PSB

Ex líder do governo na Assembleia Legislativa no governo de Ricardo Coutinho (PSB), o deputado licenciado e secretário de Esportes, Juventude e Lazer da Paraíba, Hervázio Bezerra (PSB), disse que…

”Pensão a ex-governador está perto do fim”, comemora Ruy Carneiro

O deputado federal paraibano Ruy Carneiro comemora a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da proposta de fim da pensão para ex-governadores. O relatório foi apreciado no final…