Alegando divergências com atitudes do candidato que ajudou a eleger com mais de 57 mil votos, Djalvani sai do partido.

Coordenador da campanha de Toinho do Sopão, presidente do Partido Trabalhista Nacional (PTN) em João Pessoa, Djalvani Alves, entregou na manhã de hoje sua renúncia do cargo ao diretório municipal. Alegando divergências com atitudes do candidato que ajudou a eleger com mais de 57 mil votos, e questões internas do partido, principalmente relativas à Fábio Medeiros, ele preferiu “tirar o time de campo”.

Confira a carta renúncia:

Senhor Presidente do Diretório Estadual do PTN na Paraíba, nobres pares;

Dignidade é algo que não se compra. É um princípio que deve ser encarado como basilar do ser humano.

Nos últimos dias, a minha honra, dignidade e capacidade técnica de liderança vêm sendo postas em xeque por especulações levianas por parte de pára-quedista de última hora, órfãs de verdade e com o fito claro de manter acesa a chama de uma discussão do processo eleitoral superado no último dia 3 de outubro.

Infelizmente, há pessoas que no uso de seus dons não têm limites. São capazes das maiores atrocidades, aprofundando a verdade, chega fazer uso de pessoas carentes do social básico para atingir os seus objetivos, mesmo que esses não sejam pautados nos princípios éticos e morais. São os defensores da tese de que os fins justificam os meios.


Tenho mais de 26 anos de vida pública sem que haja uma pequena nódoa que desabone a minha conduta profissional ou pessoal. Sou funcionário Público Federal por meio de concurso Público.

Sou advogad0 há quase 20 anos. Ao longo desse período, tenho procurado exercer a minha profissão com ética, transparência e respeito às leis do meu Estado e do meu País.

A seriedade profissional e a minha história de vida nesta praça me credenciaram para ser indicado para a Presidência do Diretório Municipal de PTN de João Pessoa -PB.

Desde o primeiro dia na Presidência Municipal deste Partido Político, procurei honrar aqueles que me indicaram e que me nomearam. Tenho certeza disso. Mas, no último dia 07 de outubro a história começou a mudar. Palavras inseguras e inadequadas do nosso candidato eleito com 57.592 votos falada à população da Paraíba põem em descrédito todo plano de ação elaborado e coordenado por mim durante todo pleito eleitoral de 2010, faz mister informar neste momento que o mesmo já era conhecido pela população de João Pessoa, foi candidato em 2008 pela mesma legenda, obteve pouco mais de 2000 votos.

Quem me conhece de perto sabe que não sou homem para viver sob descrédito de quem quer que seja, nem muito menos daqueles que na verdade, busca chegar aos seus objetivos passando por cima da honra e da dignidade de homens e mulheres de bem.

Não quero continuar sendo o trampolim para que elas galguem os seus objetivos poucos claros para a sociedade, mas nítidos para quem conhece a forma que costumam agir.


Nesse momento, é importante deixar cristalino e expresso o respeito e a deferência especial que tenho para as pessoas que me escolheram e acolheram no partido com o calor próprio.
Lembro, mesmo com toda a gratidão, preciso preservar aqueles a quem eu amo que são os meus familiares, meus amigos e a minha história de vida.

Por estar cônscio de ter agido com transparência e ética profissional, preciso ficar dentro da lei livre para outras agremiações e embates, digo pronto para pleito de 2012 haja vista que já existe forte projeto a ser executado com profissionais qualificados nas suas devidas pastas, sem que sejam atingidas a minha honra e a minha moral.

Por isso, neste instante, renuncio ao cargo de PRESIDENTE DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PTN EM JOÃO PESSOA-PB. Saio de cabeça erguida, com a certeza de que cumpri com minha participação eleitoral nesta agremiação, participação esta jamais atingida pelos demais dirigentes deste Partido Político.

Estou certo de que história vai mostrar quem realmente conhece de detalhes, eficiência e resultado positivo.


Muito obrigado.

João Pessoa, 09 de novembro de 2010.

Djalvani Alves da Fonseca

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Adriano Galdino recebe título de cidadão pessoense e Medalha Epitácio Pessoa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, recebeu, nesta segunda-feira (21), o título de cidadão pessoense e a Medalha Epitácio Pessoa, durante sessão solene realizada em conjunto…

“No momento oportuno irei provar”, diz Julian sobre ataques oriundos de assessor de Bolsonaro; Flávio Bolsonaro rebate

O que tem em comum os deputados federais Julian Lemos (PSL-PB) – ex-vice-líder – e Joice Hasselmann (PSL-SP) – ex-líder do governo no Congresso, além de serem da mesma sigla? …