O vereador Tavinho Santos (PTB), líder do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), faz um apelo aos políticos
paraibanos para que deixem de antecipar disputas políticas de 2010 e passem a pensar mais no desenvolvimento do estado. Segundo ele, a Paraíba corre o
risco de ficar ainda mais atrasada economicamente em relação aos outros estados da região Nordeste s e a picuinha.

“O alerta é para a classe política, que precisa dar um basta nessas picuinhas e discussões que tentam antecipar as eleições de 2010 no estado. O
que precisamos neste momento é pensar um projeto de desenvolvimento para o estado. Essas discussões só têm causado prejuízos”, avalia Tavinho,
referindo-se a fatos que vão desde a cassação do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) às disputas políticas entre integrantes do PMDB e do PSB
paraibanos.

Tavinho lembra que o ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Roberto Mangabeira Unger, tem feito um périplo
pelos estados nordestinos, recolhendo informações para um grande projeto de investimentos do governo federal para a região; e se as disputas políticas
na Paraíba continuarem como estão, o estado corre o risco de ficar fora desse projeto do governo central.

“O ministro está passando pelos estados do Nordeste e quando passar pela Paraíba o que vamos apresentar para ele em termos de projeto?”, indaga
Tavinho, acrescentando: “Na verdade, a Paraíba não tem projeto para apresentar. Assim, vamos ver estados como Pernambuco, Ceará e Rio Grande do
Norte crescerem cada vez mais, enquanto a Paraíba ficará para trás”.

Para esse novo plano de desenvolvimento do Nordeste apresentado pelo ministro Mangabeira Unger, a comitiva do governo federal teve início pelo
estado da Bahia, passando também por Alagoas, Rio Grande do Norte e Pernambuco. O grupo reúne representantes da Casa Civil, dos Ministérios da
Agricultura, do Desenvolvimento Social e do Combate à Fome, da Integração Nacional e Educação, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea),
além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Mangabeira Unger recebeu do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a missão de concluir um plano nacional de desenvolvimento com ações a serem
implementadas até 2022. Faz parte dela o Programa Amazônia Sustentável (PAS), coordenado por ele.

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tibério Limeira sobre crise no PSB: “Sou da ala dos espíritos desarmados”

Ao ser indagado sobre a crise existente entre a ala do governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) e do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), o vereador pessoense Tibério Limeira – que…

Veneziano lamenta decisão de Bolsonaro de reter recursos da transposição 

Em pronunciamento na Tribuna do Senado, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) repudiou a postura do Governo Federal de descumprir um compromisso com o governador João Azevedo (PSB), e…