Esquenta a disputa pela prefeitura de Bayeux em 2012: tem ex-prefeito, deputado federal eleito, ex-deputada e até prefeito de cidade vizinha no páreo

Considerada uma cidade importante no cenário político paraibano, a cidade de Bayeux promete ter uma eleição bastante movimentada em 2012. Até agora, quatro candidatos já demonstraram interesse em comandar os destinos da terra dos caranguejos.

Eterno candidato, o suplente de deputado e ex-prefeito Expedito Pereira (PMDB), mesmo derrotado no último pleito para o prefeito Jota Júnior (PMDB), admite que disputará a cadeira de prefeito nas próximas eleições. Sempre atento aos problemas da cidade, Expedito se intitulou o “pai” da criança, quanto à duplicação da Avenida Liberdade, principal artéria da cidade:

“Os moradores já não acreditavam mais na realização desse projeto. Passar pela Avenida Liberdade, em horário de pico, é um tormento. O binário irá beneficiar não só Bayeux, mas toda a Grande João Pessoa”, destacou o parlamentar em tom de campanha.

Outro que admitiu entrar na disputa, foi o deputado federal eleito Efraim Filho (DEM), que mesmo sem ter nascido na cidade, se intitula um filho da terra:
“Essa candidatura foi lançada pelo povo e eu fico muito feliz com isso porque enquanto uns saem espalhando que vão ser candidatos eu não falei nisso, mas as pessoas estão me lançando candidato”, revelou. Mais adiante, Efraim disse que sua votação na cidade o credencia a vôos mais altos: “Eu tive uma votação muito expressiva este ano em Bayeux, foram mais de cinco mil votos o que me dá uma responsabilidade muito grande com a cidade”, sentenciou.

Na corrida sucessória, quem está bastante interessada em lutar pelos votos é a ex-deputada federal Lúcia Braga, que ao encerrar recente visita ao presidente da Assembléia Legislativa Ricardo Marcelo (PSDB), declarou aos jornalistas presentes: “irei disputar a prefeitura de Bayeux”, contou. Lúcia possui ligações com a cidade e foi vista nos dois turnos pedindo votos para José Maranhão (PMDB), tendo nos bairros Alto das Populares e Mutirão como redutos políticos. Lúcia também é cotada para disputar a prefeitura de Cabedelo.

Quem corre por fora e admitiu ter o sonho de governar a cidade, é o prefeito da vizinha cidade de Santa Rita Marcos Odilon (PMDB): “Pesquisas apontam para o nosso nome e mudarei meu domicilio para Bayeux”, revelou.

É interessante destacar que o prefeito Jota Júnior, até agora não se manifestou publicamente se apoiará um dos postulantes, ou se lançará candidato próprio.
Resta saber se a população de Bayeux,reagirá com simpatia a tantos pré-candidatos que pretendem entrar na disputa, onde mal acabamos uma eleição e se quer os eleitos foram diplomados.


Henrique Lima


PB Agora 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…

Veneziano agradece a João novos investimentos na área da Educação em CG

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) externou, na manhã desta sexta-feira (23), um agradecimento público ao governador João Azevêdo (PSB) pelos investimentos que vem proporcionando na área da Educação…