Por pbagora.com.br

 A saída repentina do prefeito Luciano Cartaxo do PT, e a sua inesperada filiação no PSD do deputado Rômulo Gouveia, abriu mesmo uma ferida na relação entre o gestor, e a direção estadual petista
Ainda inconformado com a desfiliação de Cartaxo, o presidente do partido Charliton Machado, desabafou e disse que o PT nunca negou nada ao prefeito da Capital.

Em entrevista a Rádio Correio FM, Charliton Machado descartou qualquer possibilidade de composição com o PSD, pois segundo ele, se trata de um partido de direita. Para o dirigente, o PT está livre para seguir outro projeto em 2016.
– Na política você escolhe um lado e o prefeito escolheu o seu. Nós não aceitaríamos jamais uma composição com o PSD. Essas escolhas não nos interessam, pois faremos alianças no campo da esquerda, com os movimentos sociais. O PT está livre para fazer outro projeto em 2016 – frisou.
Machado revelou ainda que não só ele como diversos companheiros de partidos receberam a notícia da saída de Luciano com perplexidade.

Desencantado com o ex petista, Charliton disse que o PT sempre foi solidário com Cartaxo e nunca negou nada ao prefeito.
– O que nos interessa nesse momento é dar vida ao PT de João Pessoa para enfrentar 2016.O PT nunca negou nada a Luciano Cartaxo, em nenhum momento. Sempre fomos solidários e abrimos as portas para consolidar a liderança dele como prefeito da capital.Foi lamentável e triste ouvir as motivações do prefeito ao sair do PT, um partido que deu tudo e ele simplesmente não comunicou a sua decisão – ressaltou
Charliton reconheceu o bom governo de Cartaxo e disse que a decisão de entrega dos cargos foi coletiva e sem volta.

– Nesse momento mais do que fazer oposição devemos reconhecer que nós não estamos mais no governo. É uma decisão coletiva que não tem volta já que ele disse que o PT era um peso na sua vida. Nós reconhecemos o que é de bom no governo Luciano Cartaxo. Todas as obras nós reconhecemos que são boas e isso não quer dizer que o governo deixou de prestar – comentou.

Redação