A Paraíba o tempo todo  |

Deputado revela bastidores de entendimento entre RC e Maranhão

Deputado confirma ter sido interlocutor para possibilitar entendimento entre Maranhão e RC

 

O deputado estadual Trocolli Junior (PSD) confirmou em entrevista nesta terça-feira (05), que participou de conversas entre interlocutores do governador Ricardo Coutinho para tentar uma aproximação do socialista com o ex-governador José Maranhão (PMDB) ainda no ano passado, conforme informação divulgada pelo ‘mestre de obras’ ontem, em uma emissora de TV local.

“Houve no início do Governo Ricardo Coutinho uma necessidade de um pacto de governabilidade do atual governo com o ex-governador Jose Maranhão, inclusive eu mesmo fui procurado pelo ex-secretário de Comunicação Nonato Bandeira para tentar esse entendimento”, confidenciou.

Conforme Trocolli, foi o próprio secretário do Governo Ricardo Coutinho quem ventilava essa possibilidade de entendimento.

“Houve também um encontro casual da desembargadora Fátima Bezerra, na casa do desembargador Zeca Porto, com o ex-secretário Nonato Bandeira, ocasião essa que o governador Jose Maranhão foi convidado por Nonato para esse entendimento”, lembrou.

Para Trocolli, essa sinalização de entendimento à época foi totalmente normal, já que todo governante, assim quando assume o Governo, quer garantir a governabilidade e a sustentabilidade política para seguir em frente.

“Isso é totalmente normal em política, lembremos, por exemplo, quem é que acredita há quatros anos atrás em uma aliança entre Cássio e Ricardo Coutinho, por isso acho issonormal na política, entendimento e governabilidade e a junção de forças políticas”, destacou.

No entendimento de Trócolli, que á época da ‘negociação’ era peemedebista, a divisão de forças políticas só acarreta na perda da eleição. 

ENTENDA

Maranhão disse que foi procurado no início do governo RC, janeiro ou fevereiro, pelos deputados Gervásio Filho, líder do PMDB na Assembleia, e Trócolli Júnior, hoje no PSD, que tinham a missão de transmitir uma mensagem do governador Ricardo Coutinho.
 

Segundo ele, a proposta consistia em reaproximação política com Maranhão em razão do desejo do governador de “se livrar” de Cássio Cunha Lima (PSDB).
Maranhão declarou que a conversa com os dois eventuais “mensageiros” teve como testemunhas os deputados Raniere Paulino e Francisca Mota, ambos do PMDB.

O ex-governador disse que rejeito de pronto a proposta. “Imagine você querer se livrar do seu aliado, responsável pela sua eleição. Eu não aceitaria esse cambalacho”, declarou Maranhão.

 

 

Com informações de Henrique Lima

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe