Por Eliabe Castor

Cícero Lucena, as pragas do Egito, curso gratuito para jornalistas, a nuvem de poeira Godzilla” que vem do Saara e atingirá a amazônica e o maior número de mortos na história do país cuja responsável é a Covid-19

Para quem acredita numa “gripezinha” e é um negacionista com mente estéril, é melhor começar a pensar de forma a dar frutos. Ou seja: ser produtivo ou, pelo menos, encarar a fatídica realidade que você acabará de ler.

Maio de 2020 é o mês com o maior número de registros de ÓBITOS feitos por cartórios na HISTÓRIA DO BRASIL. Até a última segunda-feira (22), haviam sido registradas 123.857 declarações de pessoas que morreram em todo o país, sendo 24.021 pela principal causa: a covid-19.

Vou ser sincero, ou tentarei. O Brasil de hoje é uma retrospectiva do Egito antigo. Aquele dos tempos que o faraó escravizou os filhos de Israel. Note que uma praga de gafanhotos se aproxima do país, uma nuvem de poeira chamada “Godzilla” que viaja 10 mil km do Saara até as Américas atingirá parte da região amazônica, essa pobre selva cada vez mais cinza do que verde. E ainda há uma praga de Brasília, que após Queiroz ir para o xilindró parou de falar. Ele e seus filhotes bizarros. Por sinal Flávio, que é senador, pode virar réu se o caldo esquentar ainda mais.

O ex-senador Cícero Lucena é um gigante da política local. Não há dúvidas que, sendo ele candidato a prefeito de João Pessoa, entra na disputa como favorito. Contudo, não pode se descuidar. Um escorregão, como o ex-senador Cássio Cunha Lima deu nas eleições de 2018, e postulantes como Raoni Mendes, Eduardo Carneiro ou João Almeida (este último) que abdicou de um assento na Câmara Municipal de João Pessoa para se dedicar de forma integral a sua postulação podem levar o páreo. É aquele velho ditado: “Cochilou o cachimbo cai”.

Todos solidários ao deputado estadual Edmilson Soares. Ele passou por cirurgia quarta-feira (24), no Hospital Memorial São Francisco. O processo cirúrgico durou mais de oito horas. Três equipes, envolvendo 15 médicos, participaram do procedimento que retirou o rim direito, um tumor e o trombo. Ele está na UTI e seu quadro é estável.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) está relançando, com apoio do Facebook Journalism Project, o curso online Jornalismo Local Sustentável, destinado a profissionais que trabalhem em meios de comunicação de abrangência local ou que tenham projetos para empreender nesse setor. Gratuito e aberto a jornalistas, o curso é uma reedição do programa de 2019, que teve 3,5 mil inscritos. A edição deste ano terá os mesmos conteúdos e será realizada em oito semanas, entre 6 de julho e 28 de agosto. Segue o link para os interessados: https://www.abraji.org.br/cursos/jornalismo-local-sustentavel-2020

Eliabe Castor

PB Agora

Por Eliabe Castor

Notícias relacionadas

Bruno publica nessa sexta decreto mais restritivo em Campina Grande

Prefeito de Campina Grande diz que Município se mantém alerta para avançar e recuar no enfrentamento à doença, a depender da curva viral O prefeito Bruno Cunha Lima reuniu, nesta…

“O principal fiscal é a consciência”, diz Bruno, sobre restrições em CG

O prefeito Bruno Cunha Lima confirmou na manhã desta sexta-feira, 14, durante entrevista à Rádio CBN, que assina hoje um novo decreto com medidas ainda mais restritivas para a prevenção…