A CPI dos Grampos aprovou nesta quarta-feira,11, convocação do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz e do ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda. Também foi aprovada, por unanimidade, a convocação de agentes da Abin que confirmaram a participação da agência, por ordem de Lacerda, na operação Satiagraha. Entre eles, Lúcio Fábio Godoy de Sá e Jerônimo Jorge da Silva Araújo.

Godoy de Sá afirmou ter ouvido de Protógenes que o filho do presidente Lula, Fábio Luiz, o Lulinha, havia sido “cooptado” pelo banqueiro Daniel Dantas, segundo reportagem da revista Veja desta semana. Já Godoy de Sá declarou haver outro sistema de escuta na PF, além do guardião.

 

Ontem, os integrantes da comissão também aprovaram convite ao ex-ministro José Dirceu, supostamente vítima de operação ilegal feita por Protógenes, o juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal, e o delegado da PF Amaro Vieira Ferreira. Quem também foi convidado a comparecer à CPI foi o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). No mês passado, o peemedebista acusou integrantes de seu partido de corrupção e revelou, posteriormente, estar sendo vítima de espionagem.

 

Com quase 15 meses de existência, a CPI dos Grampos foi prorrogada ontem, pela quinta vez, por mais 60 dias. A extensão dos trabalhos foi motivada por reportagem de Veja. A matéria mostrou que Protógenes monitorou diversas autoridades de maneira ilegal.

 

estadao.com.br

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eleições 2020: após derrotas na majoritária, PSOL mira proporcional em JP

Após sucessivas derrotas nas disputas majoritárias, tanto no âmbito municipal, quanto no âmbito estadual, o PSOL na Paraíba vai apostar o nome da sua principal estrela, o  presidente da executiva…

Romero ‘desautoriza’ Kassab sobre definição de nome na disputa em CG

Cautela. Essa tem sido a palavra utilizada pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), quando o assunto é a escolha do nome para concorrer a sua sucessão. O gestor,…