Cotado para ser indicado como candidato a vice-governador na chapa do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) em caso de aliança com o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), o deputado federal Rômulo Gouveia (PSDB) disse que não tomará decisões isoladas. Em entrevista ao Portal PB Agora, na tarde desta quarta-feira (11), Rômulo disse que se sente feliz com a lembrança, mas declarou que só tomará decisões em grupo.

“Acompanharei toda decisão tomada pelo ex-governador Cássio e pelos senadores Cícero Lucena e Efraim Morais. Nada de forma isolada porque não tenho projeto pessoal, mas de grupo”, disparou Rômulo. Para ele, o importante é a unidade da base cassista para que só depois se discuta composições. Ele declarou que defende a unidade do grupo PSDB e DEM e admitiu que, unidade, a base de Cássio é forte o bastante para ter candidato próprio ao governo do Estado em 2010.

“Se continuarmos unidos, nós teremos mais condições de formamos a composição que desejarmos”, disse Rômulo. Esta semana, o deputado tucano tem encontro com o governador de São Paulo, José Serra. “O importante é que continuemos unidos, como conseguimos depois da cassação, com a bancada da Assembléia e da Câmara Federal e ainda com manifestações de partidos como o DEM e o PPS”, disse.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Santiago cobra aprovação do PL que garante auxílio emergencial até 31/12

O deputado federal Wilson Santiago (PTB) apresentou Projeto de Lei, na Câmara dos Deputados, que prorroga o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 até 31 de dezembro deste ano.…

Corujinha descarta apreciar matéria sobre reajuste de salários de vereadores em JP

Em contato com a reportagem do PB Agora, nesta quinta-feira (02), o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, João Corujinha (Progressistas), descartou a possibilidade de apreciar o Projeto de…