Por pbagora.com.br

Apesar de reconhecer a larga vantagem número de parlamentares da bancada governista, que deve ser a vitoriosa na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), prevista para fevereiro de 2019, a deputada estadual reeleita, Camila Toscano (PSDB), que inclusive é uma das cotadas para liderar a bancada a partir da próxima legislatura, considera que seu bloco merece uma espaço generoso na formação da nova Mesa Diretora da Casa.

 

Camila Toscano também tem analisado quais nomes poderão representar melhor as demandas da Casa.

“Nós, da oposição, somos minoria. Não tem sentido sairmos com um candidato para presidente, porque o Governo não vai deixar. A gente tem que buscar espaço, a conversa e o diálogo com os candidatos existe para isso”, disse.

 

A tucana ainda destacou que a oposição quer um espaço que a represente. “Entendo que a Mesa não pode ser levada só pela questão da oposição e situação. Ela reflete a própria Assembleia e o andamento dos trabalhos, daí a importância dela representar as duas bancadas”, afirmou.

 

PB Agora


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

Armas em meio à Covid: paraibano lamenta volta do tema ao debate nacional

O deputado estadual Jeová Campos usou parte de sua fala no Pequeno Expediente durante sessão remota da ALPB, nesta terça-feira (13), para criticar o debate nacional sobre as mudanças propostas…

“Deve ser apurado”, diz João Azevêdo ao defender ‘CPI da Covid’

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), disse que o Senado Federal tem autonomia para instalar Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue as ações, por parte do presidente Jair…