Por pbagora.com.br

A Corregedoria da Câmara conseguiu notificar na noite dessa segunda-feira (2) o deputado Edmar Moreira (Sem partido-MG) sobre a denúncia contra ele de uso irregular de verba indenizatória, protocolada pelo PSOL. Com a notificação, o parlamentar tem prazo de cinco dias para apresentar sua defesa.

Moreira ganhou notoriedade por ter um castelo avaliado em R$ 25 milhões no interior de Minas Gerais. Ele foi acusado de ter ocultado a propriedade em sua declaração de bens, mas alega que o imóvel está no nome de seus filhos.

A investigação contra o deputado foi pedida pelo PSOL no dia 12 de fevereiro, mas devido ao tramite burocrático só teve início na noite dessa segunda-feira (2). O foco da denúncia apresentada é o uso de verba indenizatória por Moreira. O parlamentar é dono de uma empresa de segurança e gastou R$ 140 mil a título de verba indenizatória com sua segurança particular.

O TSE arquivou também nesta segunda-feira o pedido do parlamentar para deixar o DEM por justa causa. O entendimento do tribunal é que Moreira já foi desfiliado pelo partido. O DEM analisará agora se entrará na Justiça pedindo o mandato do deputado.

 

G1

Notícias relacionadas

Ministro Paulo Guedes diz que auxílio emergencial pode ser prorrogado até outubro

O ministro da Economia Paulo Guedes, anunciou nesta segunda-feira, dia 14, que o auxílio emergencial pode ser prorrogado pelo governo federal até o mês de outubro. De acordo com Guedes,…

Internado com Covid-19, prefeito de Cajazeiras decide se licenciar por 15 dias

Internado desde o último sábado, dia 12 de junho, para se tratar da covid-19, o prefeito do município de Cajazeiras, José Aldemir Meirelles, do PP, se licenciará do mandato pelos…