A Corregedoria da Câmara conseguiu notificar na noite dessa segunda-feira (2) o deputado Edmar Moreira (Sem partido-MG) sobre a denúncia contra ele de uso irregular de verba indenizatória, protocolada pelo PSOL. Com a notificação, o parlamentar tem prazo de cinco dias para apresentar sua defesa.

Moreira ganhou notoriedade por ter um castelo avaliado em R$ 25 milhões no interior de Minas Gerais. Ele foi acusado de ter ocultado a propriedade em sua declaração de bens, mas alega que o imóvel está no nome de seus filhos.

A investigação contra o deputado foi pedida pelo PSOL no dia 12 de fevereiro, mas devido ao tramite burocrático só teve início na noite dessa segunda-feira (2). O foco da denúncia apresentada é o uso de verba indenizatória por Moreira. O parlamentar é dono de uma empresa de segurança e gastou R$ 140 mil a título de verba indenizatória com sua segurança particular.

O TSE arquivou também nesta segunda-feira o pedido do parlamentar para deixar o DEM por justa causa. O entendimento do tribunal é que Moreira já foi desfiliado pelo partido. O DEM analisará agora se entrará na Justiça pedindo o mandato do deputado.

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do PT-PB critica Daniella por contratação de prima: “Foi para isso que derrotaram Couto para o Senado?”

Usando suas redes sociais o presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Jackson Macedo, comentou recente matéria da coluna do jornalista Lauro Jardim, no portal O Globo, que trouxe…

OUÇA: Galdino responsabiliza presidente nacional do PSB por confusão da sigla na PB

O deputado estadual Adriano Galdino, do PSB, voltou a defender, nesta terça-feira (20), a união do PSB da Paraíba, mesmo após a dissolução da legenda, mas responsabilizou o presidente nacional…