A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) recebeu nesta semana em Brasília, durante mobilização em defesa de pautas municipalistas e contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 188/2019 que propõe a extinção dos Municípios de até cinco mil habitantes que não atingirem, em 2023, o limite de 10% dos impostos municipais sobre sua receita total, o apoio do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB).

Como defensor das pautas municipalistas, Veneziano lembra que, se aprovada a matéria, a Paraíba perderá 68 municípios, o que prejudicaria em muito as populações destas cidades. Por esse motivo ele se posiciona contra a PEC, proposta pelo Governo Federal.

“Esses municípios não possuem déficit fiscal e a população dessas cidades passou a ser muito melhor assistida após as suas emancipações. Voltar à condição de distrito representará um retrocesso nas políticas públicas e nos serviços prestados. Por isso somos contrários a essa PEC, que prejudicará diretamente o povo”, disse o presidente da Famup, George Coelho.

A mobilização foi encabeçada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e contou com apoio, também, das 27 entidades municipalistas estaduais. Para alertar os parlamentares, o governo federal e a sociedade civil sobre as inconsistências do texto e os impactos negativos, os gestores percorreram os gabinetes e participaram de ato no gramado, em frente ao Congresso Nacional, onde os nomes dos municípios que podem ser extintos foram expostos em placas.

De acordo com levantamento da CNM, o Brasil tem 1.252 Municípios com até cinco mil habitantes. Desses, 1.217 – ou 97% – não atingiriam, hoje, o limite de 10% dos impostos sobre suas receitas totais. Vale ressaltar, porém, que, ao aplicar esse conceito sobre a receita corrente dos 5.568 Municípios brasileiros em 2018, 4.585 – o que corresponde a 82% do total – ficaram abaixo deste limite, sendo um deles a capital de Roraima, Boa Vista, que possui quase 400 mil habitantes.

Os prefeitos se mobilizam para solicitar aos deputados e senadores a aprovação, ainda neste ano, de projetos que devem trazer benefícios à administração e à população local, entre eles: 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para setembro: previsto na PEC 391/2017; Inclusão de Municípios na Reforma da Previdência; Execução direta de emendas; Redistribuição do Imposto sobre Serviços (ISS); e votação da Nova Lei de Licitações: o Projeto de Lei 1292/1995.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Calvário: delatores dizem ter medo de retaliação por parte do irmão de Ricardo Coutinho

O irmão do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, tem causado medo aos delatores da Operação Calvário, de acordo com o Ministério Público da Paraíba (MPPB). A informação foi…

Calvário: Ricardo Coutinho e mais 34 são notificados pelo TJPB

O desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, Ricardo Vital de Almeida, notificou o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho e mais 34 denunciados pelo Ministério Público estadual na última fase…