Por pbagora.com.br

Os deputados da Comissão Especial que discute a reforma da Previdência na Câmara decidiram votar o parecer na manhã desta quinta-feira (4/7), às 9h. O relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou a terceira versão do texto na noite desta quarta-feira (3/7). O texto foi discutido por quase cinco horas no colegiado, em sessão que se estendeu durante a noite e acabou pouco depois da 1h30 da manhã.

O colegiado rejeitou todos os requerimentos de adiamento de votação, que poderiam atrasar o andamento da matéria em até cinco sessões do plenário (pelo menos uma semana). A expectativa do presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), ao início da sessão, era de que o texto fosse votado ainda na quarta.

Aprovado o texto base, ainda precisarão ser votados os destaques, que são sugestões de mudança. Os deputados apresentaram 124 destaques, sendo 25 de bancada e 99 individuais, que costumam ser rejeitados em conjunto. “Já temos requerimento para inadmissibilidade em globo dos 99 destaques individuais”, disse Ramos.

Depois, o texto poderá ir para votação em plenário. Para que seja aprovado, precisará de 308 votos. Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que já tem mais do que o número necessário. Ele pretende pautar a reforma antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

Redação com agência Câmara

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Essa aliança não é novidade” diz nota do PT nacional sobre apoio a RC

Nesta quinta-feira (17) , a Executiva Nacional do PT confirmou, através de nota, a decisão de apoiar a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa nas eleições…

Deputada Edna Henrique pode repetir história de Manoel Jr e virar vice

Na noite dessa quarta-feira (16), durante convenção dos partidos PSDB, PRÓS, PSD, PSC, PSL, PP, REPUBLICANOS, SOLIDARIEDADE, PATRIOTAS E PV na cidade de Monteiro, as siglas apresentaram os nomes dos…