O ministro Celso de Mello arquivou a Ação Cautelar (AC 2283) ajuizada pelo governador cassado da Paraíba, Cássio Cunha Lima, na tarde de ontem (18) no Supremo Tribunal Federal. Ele entende que não compete ao STF conceder medida cautelar para suspender efeitos de recurso extraordinário que ainda não foi analisado na origem, ou seja, neste caso, que não foi apreciado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito de Lastro desiste de disputar reeleição e grupo deverá lançar pré-candidatura nas próximas horas

O atual Prefeito de Lastro Athaide Diniz (PSB) anunciou que não irá disputar o mandato a reeleição neste ano de 2020. O comunicado foi inicialmente feito em um grupo de…

Eleições: Ruy garante que seu nome na disputa pela PMJP “já está definido”

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) reforçou, em entrevista nessa sexta-feira (17), que a sua pré-candidatura à prefeitura Municipal de João Pessoa está posta e é certa. Ruy enfatizou que…