O Superior Tribunal de Justiça (STH) concedeu  Habeas Corpus ao diretor administrativo do Hospital Geral de Mamanguape, Eduardo Simões Coutinho, que havia sido preso na quinta fase da Operação Calvário, realizada ainda em outubro desse ano. Com a decisão, o diretor deve ser liberado da prisão a qualquer momento.

A defesa do réu consider “houve um restabelecimento da correta ordem processual, haja vista inexistir sequer denúncia apresentada contra Eduardo, tampouco indícios de que viesse a atrapalhar a instrução”.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino defende unificação das eleições e uso do fundo partidário no combate a Covid-19

Focado em concentrar forças em ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, defendeu o adiamento das eleições municipais para o ano…

Opinião: 3ª cidade mais rica da PB, Cabedelo apresenta cenário de miséria com renda per capita de meio salário mínimo

O município de Cabedelo tem aproximadamente 68 mil habitantes, dos quais 39.2% da população recebe, apenas, um rendimento médio de meio salário mínimo por pessoa a cada domicílio, segundo dados…